Sem Comentários

Muitas vezes, quem vai a Gramado pela primeira vez tem muitas dúvidas com relação à melhor época do ano, de como chegar, onde se hospedar e, até mesmo, o que visitar. Neste post completo, pretendo dar as principais dicas e, assim, ajudar a tornar a sua viagem inesquecível.

Um pouquinho do que é Gramado

Gramado tornou-se um dos destinos mais procurados pelos turistas brasileiros. Sua beleza natural, o clima serrano e as mais diversas atrações, agradam pessoas de todas as idades e gostos o ano inteiro.

Gramado é aquele tipo de destino que habita o imaginário de muitos brasileiros. Especialmente daqueles que curtem um friozinho e que desejam conferir um estilo de vida europeu no Brasil.

Apesar de pequenina e tranquila, com seus pouco mais de 35 mil habitantes, Gramado possui uma intensa vida cultural, atraindo milhares de visitantes o ano inteiro.

Localizada na Serra Gaúcha, mais precisamente na Região das Hortênsias, Gramado possui uma beleza natural inquestionável.

Isso, graças à variedade de riachos, nascentes, lagos e a vasta vegetação de araucárias e outras árvores nativas.

Além disso, a arquitetura da região, os costumes, os hábitos alimentares, trazem muito das heranças italiana e alemã, só para citar as duas nacionalidades predominantes.

Finalmente, a presença marcante do chocolate e do fondue nos remete, de certa forma, aos alpes suíços.

Engana-se, porém, quem pensa que o charme da cidade se restringe às épocas mais frias do ano. Gramado é um destino encantador o ano todo.

O conceituado Festival de Cinema, as comemorações do famoso Natal Luz ou as celebrações da Páscoa, são apenas alguns exemplos de festividades na cidade.

Entretanto, Gramado tem uma enorme variedade de atrações e eventos, capazes de tornar a sua estadia inesquecível em qualquer época do ano.

Gramado na minha vida: paixão à primeira vista

A primeira vez que fui a Gramado, foi em uma ocasião muito especial da minha vida: minha lua de mel. Lá se vão 27 anos…

Gostei tanto que quis voltar dois anos depois, para curtir o inverno da Serra Gaúcha.

Em 2000, já com dois pimpolhos, voltei para conhecer o Natal Luz.

E, finalmente, 18 anos depois, voltei para matar a saudade.

Posso dizer que cada visita teve o seu encanto. Experimentei a cidade em várias épocas do ano e com propósitos  diferentes.

Até para uma viajante solo, a viagem é uma delícia!

Gramado: dicas práticas para a primeira visita

Claro que cada ida a um destino exige uma preparação, mas é na primeira viagem que surgem as maiores dúvidas.

Assim, resolvi compilar as informações mais importantes, para tornar a sua estadia em Gramado o mais proveitosa possível.

Quando ir a Gramado?

Gramado é linda em qualquer época do ano. A arquitetura da cidade e as ótimas opções de passeios dão conta do recado!

Entretanto, por estar localizada em uma região serrana, cada estação do ano trará uma proposta diferente com relação ao clima e à floração.

É bom lembrar que a cidade está inserida na Região das Hortênsias. Então, se você quiser aproveitar a beleza destas flores, deve ir nos meses de dezembro e janeiro.

E, de quebra, ainda aproveitar e conferir a decoração do Natal Luz.

Os meses de junho a agosto são ideais para quem quer conferir as baixas temperaturas da Serra Gaúcha. Com sorte, pode até nevar!

Quem quiser conferir celebridades perambulando pelas ruas, deve optar pela semana de agosto em que acontece o Festival de Cinema de Gramado. O único problema vai ser encontrar hotéis…

Como chegar a Gramado?

Para efeitos de localização, Gramado fica a pouco mais de 100 quilômetros de Porto Alegre. Como saí do Rio de Janeiro, a melhor opção foi aérea.

O aeroporto mais próximo de Gramado é o de Caxias do Sul. Contudo, o aeroporto internacional Salgado Filho, localizado na capital, recebe voos diretos das principais companhias brasileiras e de diferentes capitais.

Consequentemente, acaba sendo mais viável por conta da facilidade de acesso e das tarifas oferecidas pelas companhias.

Como chegar do Aeroporto Salgado Filho a Gramado?

De carro

O percurso não é longo, mas pode ser moroso dependendo das condições de tráfego. Calcule, pelo menos, duas horas a fim de evitar problemas.

Fiz o caminho pela BR-116 sentido Canoas, até chegar a Novo Hamburgo. De lá, peguei a RS-239 com destino à Taquara. E, finalmente, peguei o último trecho de estrada pela RS-115 até Gramado.

O percurso todo foi bem simples e fácil.

E no caminho, ainda parei no Madero do Shopping Alles Blau pra devorar um hamburgão de responsa!

Com transporte público

Chegar a Gramado de ônibus, a partir do aeroporto Salgado Filho, também não é complicado.

Não é preciso ir até a rodoviária de Porto Alegre. Os ônibus da empresa Citral passam pelo aeroporto Salgado Filho cerca de 15 minutos após deixar o terminal rodoviário.

Uma vez na rodoviária de Gramado, você pode pegar um Uber ou um táxi até o seu hotel.

Com transfer de agência turística

Como meu marido voltou para casa alguns dias antes, optei pelo serviço de transfer da empresa Vento Sul para voltar ao aeroporto. O transporte foi eficiente e o percurso foi feito em cerca de 1h40min.

Onde se hospedar em Gramado?

Gramado é uma cidade voltada para o turismo. De modo que encontrar um hotel que se encaixe nas suas expectativas e bolso, não será tarefa difícil.

Claro que, com antecedência, e consultando um site confiável, as chances de escolher errado diminuem muito.

Você sabe que eu sempre faço minhas reservas pelo meu parceiro Booking.com e que nunca tenho problemas ou surpresas desagradáveis.

Hotel Sky na Avenida das Hortênsias

Nesta minha última viagem, tive a chance de conferir duas ótimas opções de hospedagem. Tópico para outro post aqui do blog.

Como se locomover por Gramado e Canela?

Gramado e Canela são cidades bem próximas. Apenas cerca de 7 quilômetros separam uma da outra.

Entretanto, especialmente durante os períodos de alta temporada, circular por elas com automóvel pode ser um pouco complicado.

Carro

Visitar Gramado e Canela de carro pode ser bem prático para facilitar o deslocamento entre as atrações turísticas.

Entretanto, estacionar no centro de Gramado, especialmente em alta temporada, é um desafio. As vagas públicas são escassas e é preciso pagar por elas usando um sistema de parquímetro.

Transporte público

Infelizmente, não vou poder opinar sobre o sistema público de transportes em Gramado, pois não utilizei o serviço.

Entretanto, a rodoviária da cidade fica relativamente próxima da área mais turística.

Rodoviária de Gramado na Av. Borges de Medeiros.

Isso facilita o acesso do turista que chega da capital ou de quem deseja ir para as outras cidades próximas, por exemplo.

Além disso, os serviços de táxi são bons e a empresa Uber opera normalmente por lá.

Ônibus de turismo

O Bustour é um ônibus de dois andares, que usa um sistema de Hop-on Hop-off.

Créditos da foto: Brocker Turismo.

Isso significa que você tem pode embarcar e desembarcar o dia inteiro, sem limite de uso. É uma excelente opção de transporte para percorrer mais de 35 pontos de interesse de Gramado e Canela.

Inclusive, você já pode aproveitar e comprar o bilhete para um, dois ou três dias aqui mesmo, pelo links do Turista FullTime.

Você não tem custo extra algum e ainda contribui para a manutenção do blog, que ganha uma pequena comissão na venda dos ingressos.

Excursões

Muitas empresas oferecem pacotes turísticos para outras cidades da região, entre elas a Brocker Turismo e a Gramado Receptivo, parceiras do Turista FullTime nesta viagem.

Além disso, você pode participar de um tour de um dia por Gramado e Canela e ter a oportunidade de conhecer atrações cujo acesso seria mais difícil por conta própria e sem carro.

City Tour por Gramado e Canela.

Foi o que fiz e achei que valeu muito a pena, pois percorri vários pontos em um único dia, poupando tempo e dinheiro.

Transporte gratuito

Alguns pontos turísticos e restaurantes oferecem um serviço de transporte gratuito para buscar e levar você para o seu hotel, mediante solicitação.

Convém se informar na recepção do hotel ou, até mesmo, ligar para as atrações do seu interesse a fim de aproveitar essa vantagem.

Utilizei o serviço para ir jantar no Sopas da Serra, localizado no Hotel Sky enquanto estava hospedada no hotel Sky Serra.

Foi bem conveniente deixar o carro no estacionamento do hotel e não ter que me preocupar em achar vaga na rua.

Atrações imperdíveis em Gramado e região

É muito complicado estabelecer o que é “imperdível” em um destino, pois os gostos e expectativas variam de pessoa para pessoa.

Contudo, algumas atrações são emblemáticas em dada região, seja por sua beleza, História ou tradição.

Gramado e Canela possuem vários atrativos totalmente gratuitos, para você curtir a cidade como um local faria.

Afinal, quem mora numa cidade turística, acaba usufruindo mais do que é de graça, mesmo.

Pontos turísticos gratuitos

Lago Negro

Primeiro ponto turístico de Gramado, o Lago Negro é um dos lugares mais belos da cidade. Rodeado de árvores e arbustos de hortênsias, promove um passeio relaxante e encantador.

A grande atração fica por conta dos pedalinhos, que podem ser alugados pelo período de 20 minutos (suficientes para curtir a experiência).

Muito marmanjo também se diverte nos pedalinhos!

Palácio dos Festivais

O Palácio dos Festivais, como ficou mais conhecido o Cine Embaixador, consagrou-se na cidade não só pela linda arquitetura em estilo colonial, mas por sediar há 45 anos um dos maiores eventos do cinema brasileiro e latino: o Festival de Cinema de Gramado.

O evento acontece uma semana por ano, sempre no mês de agosto.

No restante do ano, o local serve de ponto de venda para espetáculos, como o Natal Luz e o Korvatunturi e, também, de algumas atrações da cidade.

Igreja Matriz São Pedro Apóstolo

A imponente igreja construída originalmente em madeira no ano de 1917, chama a atenção justamente pelos elementos adicionados 26 anos mais tarde: as pedras basálticas que compõem sua fachada.

Localizada na Avenida Borges de Medeiros, é mais um dos lindos cartões-postais de Gramado.

Rua Coberta

A Rua Coberta, como ficou conhecida a Rua Madre Verônica, fica bem em frente ao Palácio dos Festivais, na Avenida Borges de Medeiros.

O que ela tem de especial, apesar de possuir apenas 100 metros de extensão, é que ela foi totalmente coberta por uma estrutura de vidro e, hoje em dia, funciona como uma grande passarela de entretenimento.

Além dos bares, restaurantes e lojas que funcionam o ano inteiro, a Rua Coberta recebe eventos culturais e entretenimento para todas a idades durante os feriados e festividades típicas da cidade.

Praça das Etnias

A Praça das Etnias é o ponto de encontro para quem quer ter um vislumbre da cultura e dos aspectos arquitetônicos dos povos que colonizaram Gramado e região.

Ali, encontram-se uma casa italiana, uma casa portuguesa e uma alemã.

Todas elas com atividades práticas para a economia local e para a alegria dos visitantes.

Casa do Colono na Praça das Etnias.

Além de produtos típicos que ali podem ser encontrados, a praça é o ponto de partida para passeios de agroturismo, em que o visitante tem a possibilidade de desvendar as paisagens e o modo de vida na parte rural da Serra Gaúcha.

Visitas às lojas de chocolate

O chocolate é o símbolo de Gramado. Consequentemente, algumas fábricas de chocolate mais tradicionais oferecem espaços temáticos que vão muito além de um simples ponto de venda de delícias.

A Lugano, por exemplo, oferece um rápido tour grátis para que os visitantes acompanhem parte do processo de fabricação de chocolates.

Pórtico via Nova Petrópolis

Construído em estilo bávaro e inaugurado no início de 1973, o pórtico está localizado na entrada de Gramado, no sentido de quem vem de Nova Petrópolis.

Sua arquitetura peculiar e os belos jardins que o complementam são um convite para que os turistas levem uma foto de lembrança pra casa.

Pórtico via Taquara

O pórtico via Taquara, construído em estilo normando, foi inaugurado em 1991 e é uma homenagem à colonização alemã.

Catedral de Pedra (Canela)

A Catedral de Pedra, como é conhecida a Igreja Nossa Senhora de Lourdes, na verdade, não é uma catedral propriamente dita.

Entretanto, o fato não desmerece a beleza e a importância da igreja, que a todos encanta devido à imponência de sua fachada.

Construída em estilo gótico inglês, possui uma linda torre de 65 metros de altura e um carrilhão de 12 sinos de bronze, fabricados na Itália.

Atrações pagas

Apesar de muitos dos atrativos de Gramado e Canela não precisarem de pagamento extra, algumas atividades complementam a visita e enriquecem sua experiência na região.

Mini Mundo

O Mini Mundo é um tradicional parque temático que reúne réplicas em miniatura (escala 1:25), de diversas construções emblemáticas do Brasil e do mundo.

Aberto ao público no final de 1983, o parque vem encantado pessoas de todas as idades e é uma das atrações mais populares de Gramado.

Mundo a Vapor

O Mundo a Vapor é um daqueles lugares enigmáticos que despertarão sua curiosidade no primeiro olhar. Afinal, o que uma locomotiva está fazendo pendurada em uma imensa fachada?

Localizado na cidade de Canela, a atração é mais do que um simples parque temático. Ele é a síntese de museu e centro de conhecimento interativo, capaz de encantar pessoas de todas as idades.

As crianças se divertem, mas são os adultos que realmente ficam deslumbrados.

Snowland

O Snowland é um parque temático para quem gosta de frio e adrenalina!

Instalado em um galpão com mais de 16 mil metros quadrados, é o único parque de neve indoor da América do Sul.

Com opções de lazer para todas as idades, o parque lhe dá uma boa ideia do que é visitar uma autêntica estação de esqui.

Salão Super Carros

O Salão Super Carros é um pit stop obrigatório para quem visita Gramado e é apaixonados por carros esportivos.

A atração reúne 30 dos mais cobiçados carros do planeta para você admirar, fotografar e até mesmo pilotar!

Hollywood Dream Cars

O Hollywood Dream Cars reúne uma coleção de carros antigos capaz de surpreender mesmo àqueles que não entendam nada de automóveis clássicos.

Os apaixonados por cinema vão se encantar com as preciosidades que existem por lá!

Harley Motor Show

O Harley Motor Show é parada obrigatória a todos que curtem as lendárias motos Harley Davidson.

A atração é uma deliciosa mistura de museu e bar. A cenografia remete a um cassino de Las Vegas e conta com itens exclusivos, vindos de várias partes do mundo. Nem preciso dizer que as motos, além de raras, são sensacionais!

Dreamland Museu de Cera

O Dreamland Museu de Cera em Gramado reúne cerca de 100 bonecos, que representam personalidades mundialmente conhecidas, em 20 cenários temáticos ricamente decorados.

Bastante fiéis aos originais, os bonecos são uma ótima opção de para quem tem curiosidade de saber como são os ídolos em carne e osso.

Reino do Chocolate

O Reino do Chocolate é um lindo espaço temático, que reúne num só ambiente uma mini-fábrica, um museu, uma cafeteria, uma loja e um playground.

Certamente, é parada obrigatória a todos que amam chocolate e diversão! Excelente pedida para quem viaja com pimpolhos.

Castelinho Caracol (Canela)

O belo castelo na Estrada do Caracol é parada obrigatória para quem quer comer uma autêntica apfelstrudel (torta de maçã alemã) recém saída do forno.

Porém, não é só de gostosuras que vive o lugar. Construído no início do século XX, e uma das primeiras residências do município, é um convite irrecusável para conhecer o estilo de vida do século passado, já que a propriedade conta com um lindo museu, formado com os utensílios e móveis da família que lá residiu.

Bondinhos Aéreos (Canela)

Principal atração do Parques da Serra, e localizados a apenas 500 metros do Parque do Caracol, os Bondinhos Aéreos oferecem uma perspectiva diferente para desfrutar da linda paisagem mista de Mata Atlântica com Mata de Araucária.

Contando com uma pequena trilha ecológica em uma das estações e três mirantes, a atração é uma maneira de observar a Cascata do Caracol com conforto e facilidade de locomoção.

Onde e o que comer em Gramado?

No quesito “roteiro gastronômico”, certamente, a Serra Gaúcha não desaponta.

Logicamente, que algumas especialidades da região são notórias, como o bom churrasco, os cafés coloniais, o fondue e o chocolate.

Sequência de fondue no St. Haubert’s em Gramado.

Entretanto, a região oferece uma enorme gama de opções, que incluem restaurantes com outras temáticas.

É o caso deste lindo café em estilo parisiense…

Uma coisa é certa: a comida é farta, o atendimento é cordial e os ambientes costumam ser aconchegantes.

Claro que a graça de estar na região da Serra Gaúcha é comer em um restaurante típico.

Porém, há variedades para todos os gostos. Inclusive, para quem curte cadeias de fast food, como Subway e Mc Donald’s, por exemplo.

Durante a minha última estadia, tive a chance de conferir inúmeras delícias. Assunto para um outro post.

Viagem de um dia saindo de Gramado

Além de Canela, coladinha em Gramado, você pode querer conhecer Nova Petrópolis, que também é relativamente perto (cerca de 35km). A cidade é conhecida por oferecer boas opções de malharias.

Há, também, algumas possibilidades de passeio por Garibaldi, Carlos Barbosa entre outros destinos.

Nesta última viagem, optei por fazer um bate e volta a Bento Gonçalves, pois queria visitar a Vinícola Miolo.

Apesar de o percurso durar cerca de 2 horas (cada trecho), valeu muito a pena.

A distância não é grande (aproximadamente, 120 quilômetros). Entretanto, por se tratar de uma estrada de mão dupla e em região serrana, é preciso dirigir com cautela, o que torna o deslocamento mais demorado.

Volte sempre que puder à Serra Gaúcha

Você percebeu que este foi um post baseado apenas nas dicas fundamentais para uma visita de estreia na Serra Gaúcha.

Entretanto, a região demanda um retorno. Simplesmente, porque há uma gama gigantesca de possibilidades, que uma ida só não dá conta de cobrir.

E se você gostou deste post, e quer saber mais sobre Gramado e Canela, saiba que este aqui foi só uma pincelada.

Eu tenho muito mais a contar. E convido você a acompanhar os outros posts sobre a Serra Gaúcha aqui no blog!

Parceiros do Turista FullTime em Gramado, Canela e Bento Gonçalves

Gramado Receptivo, Brocker Turismo, Hotel Sky, Grupo Dreams, Mini Mundo, Mundo a Vapor, Snowland, Reino do Chocolate e Vinícola Miolo.

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Compre seus ingressos em Português e sem complicação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: