Imagine visitar a Serra Gaúcha, em qualquer época do ano, e poder se divertir com neve de verdade? De repente, até arriscar descer uma pista sobre skis ou snowboard? Sim, estas e muitas outras possibilidades esperam por você no Snowland, uma incrível atração gelada em Gramado.

A Serra Gaúcha e o inverno

É inegável que as baixas temperaturas de Gramado são parte do atrativo para visitar a cidade. Quem nunca criou a expectativa de ver a Serra Gaúcha branquinha e congelante durante sua estadia?

Afinal, a arquitetura da região nos remete a um bucólico cenário de inverno! Perfeito para um fondue e um vinho tinto!

Entretanto, é preciso reconhecer que neve em Gramado não é algo tão corriqueiro assim.

Esfria, sim, pode até gear, mas nevar, mesmo, é mais difícil de acontecer. Tanto que quando neva de verdade, o assunto vira até notícia.

Confira no vídeo do canal Gramado Site um dia para lá de especial do inverno de 2013:

Bem, mas apesar de linda e geladinha, Gramado não é destino de esqui e afins. Para isso, há outros lugares na América do Sul.

Agora, se você quiser combinar uma ida a Gramado com a experiência de brincar na neve, isso é possível e em qualquer época do ano.

Welcome to Snowland: o paraíso da neve em Gramado!

Eu tenho que confessar: sou completamente apaixonada por neve! Tanto que possuo até uma tatuagem de um floco de neve.

Não tem uma vez que eu não me emocione quando sinto os primeiros floquinhos de neve caindo no meu rosto…

Primeira manhã de neve, logo que me mudei para a Holanda (2008).

Mesmo tendo penado passado 8 invernos completos na Holanda, a magia da neve continua exercendo um fascínio sobre mim.

Daí que quando eu soube que havia uma atração do tipo em Gramado, sabia que não poderia deixar de conferir.

E posso dizer que o Snowland é uma atração imperdível para quem quer ter um gostinho de (re)viver uma experiência na neve.

Snowland: neve e diversão o ano inteiro

O Snowland é um parque temático para quem gosta de frio e adrenalina!

Instalado em um galpão com mais de 16 mil metros quadrados, é o único parque de neve indoor da América do Sul.

Você terá uma autêntica experiência de estar em um típico resort de inverno.

Além da diversão abaixo de zero e da possibilidade de experimentar os esportes “da estação”, a neve que você vai sentir (e pisar) é de verdade.

Atrações do Snowland

O parque conta com mais de dez atrações, distribuídas em três grandes ambientes temáticos. Cada um deles possui atrativos capazes de entreter todas as idades.

O Vilarejo Alpino

Assim que você passa pelas bilheterias do parque, o primeiro ambiente a que você terá acesso é um lindo vilarejo com jeitão de alpes suíços.

A temperatura por volta de 15 graus Celsius dá aquela sensação de friozinho agradável pra você já entrar no clima do que está por vir.

Neste espaço, encontram-se uma pista de patinação e uma mini galeria com diversas lojinhas e quiosques que oferecem boas opções de compras e de gastronomia.

É muito agradável ficar por ali, ainda que você só queira apreciar a movimentação das pessoas, enquanto saboreia um chocolate quente ou alguma outra guloseima, por exemplo.

Neste espaço encontra-se, ainda, a Escola de Neve. Ali, você pode alugar equipamentos de ski e snowboarding e contratar aulas particulares ou em grupo.

O Mirante Bela Vista

O parque conta com uma excelente área gastronômica. O amplo restaurante, com vista para a única montanha de neve do Brasil, oferece ótimas opções para quem quer acompanhar a diversão do pessoal com conforto e tranquilidade.

A Montanha de Neve

Apaixonados por neve e esportes de inverno vão amar este ambiente! A montanha é, sem dúvida, a cereja do bolo (gelado)!

Ambientada em um enorme espaço, a montanha reúne uma pista para o tubing (bóia de neve ou skibunda) e uma pista para ski e snowboarding (o surfe na neve).

Aliás, eu já esquiei em várias estações na América do Sul e na Europa. Entretanto, devo confessar: uma das experiências mais divertidas que já vivi na neve foi skibundando em Bariloche.

Dei gargalhadas histéricas nas curvas, em alta velocidade e em cima de uma pranchinha que mal cabia a minha bunda… kkkkk! É muito bom e quase risk-free (risco mínimo de estabacadas!).

Altamente aconselhável a quem quer se divertir na neve sem se equilibrar sobre esquis.

Não experimentei o tubing do Snowland, mas parece ser muito legal!

Organize a sua visita ao Snowland

Ingressos

É preciso ter em mente que o Snowland é um parque inédito no Brasil e, portanto, bem procurado. Assim, a fim de evitar grandes filas, você pode comprar seu ingresso antecipadamente através do site oficial do parque.

Desta forma, você pode pagar com cartão de crédito e, ainda, parcelar em até 3 vezes. Se decidir comprar diretamente na bilheteria da atração, o pagamento só poderá ser feito com cartão de débito ou dinheiro vivo.

Importante mencionar que a meia-entrada para estudantes só poderá ser adquirida nas bilheterias da atração.

Aulas de ski e snowboarding

Você pode agendar suas aulas de ski ou snowboarding com antecedência, entrando em contato com o parque através de e-mail.

É possível agendar as aulas no próprio dia da visita, mas você dependerá da disponibilidade. Então, se você fizer questão de participar de uma aula, é melhor garantir antecipadamente.

Deslocamento

A atração está localizada na RS-235, a estrada que liga Gramado a Nova Petrópolis. Assim, chegar com transporte público pode não ser tão simples.

Eu utilizei o Bustour, um ônibus operado pela Brocker Turismo e que funciona em um sistema de Hop-on Hop-off. Então, foi super tranquilo.

Se você estiver de carro, há estacionamento privativo mediante um pagamento extra de 25 reais a diária (valores de 2018).

Como se preparar  bem para a visita?

A primeira coisa que você deve ter em mente é que, independentemente da temperatura externa, dentro do parque estará de friozinho a friozão.

Como já mencionei, a temperatura no Vilarejo Alpino estará em torno de 15 graus positivos. Para quem vive em lugares quentes, esta temperatura já é inverno… rs!

Além disso, na Montanha de Neve, a temperatura estará negativa.

Na compra do passaporte, você tem direito a um kit para curtir a Montanha de Neve.

Entretanto, as luvas são finas e as roupas do parque protegem mais da umidade do que do frio, propriamente dito. Daí que o que fará diferença, é o que você estiver usando sob elas.

Então, aconselho você a ir com uma roupa mais quentinha para o parque. E se você é do tipo mais sensível a baixas temperaturas, o ideal é levar luvas mais grossas e um gorro.

Eu não sou particularmente friorenta. Ainda assim, passei frio na Montanha de Neve, pois fui ao parque despreparada.

Sorte que eu estava com o meu chapéu de estimação… hehehe! Mas senti falta de um cachecol e gorro mais quentinhos…

Outra coisa que não tem a ver com o frio mas que é importante: leve um documento de identificação com foto.

Ao entrar no parque, você terá que apresentá-lo ao assinar um termo de responsabilidade que isenta o parque de um eventual acidente e possíveis custos a ele relacionados.

E, por último, se você for estudante e quiser aproveitar o desconto previsto por lei, deverá levar a sua carteira para ter direito ao benefício.

Snowland: como aproveitar o parque ao máximo?

A primeira providência para aproveitar bem o parque é chegar cedo. Especialmente se você só puder visitá-lo em um fim de semana ou feriado.

Como o parque funciona das 10:00 às 17:00, e tanto a Montanha de Neve quanto a pista de patinação encerram as operações 30 minutos antes do fechamento do parque, não dá pra ficar de moleza se quiser aproveitar tudo.

Além disso, a Montanha de Neve possui pistas curtas e é preciso entrar na fila para subir ao topo. Então, a espera pode ser demorada em um dia muito movimentado.

A pista de patinação também tem um número limitado de visitantes por vez, por uma questão de segurança.

O passaporte lhe dará o direito de patinar por 30 minutos. Contudo, pode haver um tempo de espera longo, dependendo da lotação do dia.

Preparando-se para esquiar ou surfar na neve pela primeira vez

Minha experiência pessoal com esquis tem altos e baixos. Nas três primeiras vezes em que estive em resorts de inverno, optei por aprender na raça e não pagar pelas aulas. Afinal, via de regra, elas não são baratas.

Brides-les-Bains – França

Lógico que o resultado era que eu mais caía e me machucava, do que aproveitava a atividade propriamente dita.

Até que, finalmente, resolvi fazer aulas de esqui em uma estação norueguesa. O resultado não poderia ter sido mais gratificante.

Trysil – Noruega

Após algumas aulas, não só esquiei (pra valer!) por longas pistas, como cheguei a descer pelas vermelhas (penúltimo grau de dificuldade, perdendo somente para as pretas).

Daí que se você tem intenção de esquiar ou surfar na neve e não tem experiência no assunto, o ideal é contratar as aulas da Escola de Neve.

Lógico que a pista da atração não lhe dará possibilidade de fazer grandes descidas. E você pode até achar que a sugestão é um exagero. Porém, quedas são muito comuns e podem causar lesões ou, mesmo, fraturas. Ainda que as pistas sejam curtas.

Imagine você que eu rompi o ligamento do joelho esquerdo em uma pista fácil, quando esquiava durante um Réveillon na Áustria. Excesso de confiança e falta de juízo!

“Estacionamento” de skis em uma estação austríaca.

De modo que eu não estou tentando fazer você desistir. Apenas sinalizando que, às vezes, achar que vai dar conta pode custar caro…

Atividades extras no parque

Mesmo que você não queira se aventurar nas pistas, há outras opções de lazer. O Snowland conta com mais de dez atrações para todas as idades.  Há, inclusive, um show diário de patinação artística. Infelizmente, não pude ficar para conferir.

O parque conta com uma área destinada a brinquedos interativos que funcionam com fichas (pagas à parte).

Informações práticas

Funcionamento

O Snowland está aberto todos os dias, com exceção de quartas-feiras, sempre de 10:00 às 17:00.

Nos meses de julho, novembro, dezembro e na primeira quinzena de janeiro, o parque está aberto diariamente.

Facilidades

Com exceção da Montanha de Neve, o parque está adaptado para pessoas com mobilidade reduzida.

Para quem está com crianças pequenas, há carrinhos disponíveis (sem custo adicional).

O Espaço Família conta com um fraldário, um ambiente para amamentação e eletrodomésticos para facilitar a alimentação dos pequenos, como chaleira elétrica e microondas.

Além do restaurante do Mirante Bela Vista, há uma praça de alimentação com várias opções de lanches e refeições rápidas.

Eu almocei por lá e aprovei a escolha. O prato estava bem servido, bem preparado e com preço justo.

Agradecimentos

Visitar o parque foi super divertido e superou todas as minhas expectativas. Então, o meu muitíssimo obrigada vai para toda a equipe do Snowland, que me atendeu com toda a gentileza e atenção.

Um agradecimento especial à Ludmilla Melo, relações-públicas do parque, cujas explicações sobre o funcionamento foram fundamentais na elaboração deste post.

Quero agradecer, também, à Marina Agibert, gerente do parque, que me concedeu a cortesia para conhecer a atração.

Todavia, é importante ressaltar que, apesar da parceria, todas as opiniões e comentários deste post são impressões genuínas de uma viajante experiente, acostumada a visitar diversas atrações e que sabe avaliar a qualidade dos serviços prestados.

Assim, ciente do meu compromisso como blogueira e da minha experiência como viajante frequente, sinto-me totalmente confortável em recomendar o parque Snowland como uma das atrações imperdíveis da Serra Gaúcha.

A Serra Gaúcha e as múltiplas opções de lazer

E se você gostou deste post e quer saber mais sobre Gramado e Canela, saiba que há muitas outras atividades para curtir a região. Eu tenho muito mais a contar. E convido você a conferir os outros posts sobre o tema!

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Compre seus ingressos em Português e sem complicação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: