2 Comentários

Conhecer a Vinícola Miolo é um programa imperdível para quem está na região do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul. Localizada na cidade de Bento Gonçalves, a propriedade é um convite irrecusável àqueles que amam um bom vinho e uma natureza exuberante.

Um pouquinho da História da Vinícola Miolo

 

Tudo começou no finalzinho do século XIX. Mais precisamente, no ano de 1897, quando o italiano Giuseppe Miolo chegou à região e comprou seu primeiro lote de terra a fim de iniciar o plantio de uvas.

Mal sabia ele, então, que o tal Lote 43, como era chamada a porção de terra comprada, seria um dia parte da demarcação com Denominação de Origem.

Além disso, que a empresa Miolo viria a ser uma referência entre apreciadores de bons vinhos!

 

 

Com o passar dos anos, e com o advento das novas gerações, o nome Miolo se solidificou cada vez mais no mercado vitivinícola.

Hoje em dia, a empresa é a principal exportadora de vinhos do Brasil, assim como a mais reconhecida no mercado internacional.

Com quatro unidades operacionais e quase 500 funcionários (dados de 2018), a Vinícola Miolo é, portanto, a maior produtora de vinhos finos do Brasil.

 

Como chegar à Vinícola Miolo?

 

A Vinícola Miolo localiza-se no quilômetro 21 da rodovia RS 444, mais conhecida como Estrada do Vinho.

Naturalmente que você vai notar que o nome não é em vão, pois no caminho, você passará por outras vinícolas.

Como estávamos hospedados em Gramado , fizemos um bate e volta. Porém, o ideal é se hospedar na região, pois o deslocamento é um pouco demorado, apesar de a distância não ser tão grande.

 

 

Além disso, o percurso inclui um trecho de serra em mão-dupla. Voltar à noite, principalmente depois de degustar vinhos, definitivamente, não é a opção ideal.

 

Vinícola Miolo: como visitar o complexo enoturístico?

 

Existem várias formas de visitar a Vinícola Miolo, sendo que cada uma vai depender do estilo de interação que você quer ter e de sua disponibilidade de tempo.

Entretanto, qualquer que seja a sua escolha, a visita começará da mesma forma. Primeiramente, você deve se dirigir à portaria do complexo e se identificar.

 

Vinícola Miolo: entrada do complexo

 

Feito isso, você deve se dirigir à recepção do Centro de Visitantes e optar pelo tipo de visita que fará.

 

Centro de visitantes da Vinícola Miolo

 

A Vinícola Miolo oferece dois tipos de interação: a visita convencional em grupo ou uma das aulas disponíveis na Escola do Vinho.

Além disso, há também a opção de apenas curtir o Wine Garden e visitar a loja de varejo.

 

Vinícola Miolo e o roteiro turístico

 

O roteiro turístico, com duração de cerca de uma hora, apresenta a possibilidade de conhecer um pouco da História e da estrutura de funcionamento da empresa.

Durante o tour, guiado por um sommelier ou enólogo da empresa, o visitante terá a oportunidade de conhecer vários estágios da produção: do cultivo ao produto final.

 

Visita com degustação à Vinícola Miolo

 

Vinhedo Modelo

 

O início do tour acontece na sede do complexo enoturístico, exatamente no Lote 43, a porção mais nobre do terreno da Vinícola Miolo. A primeira parada é o Vinhedo Modelo.

Neste espaço, estão dispostas 40 variedades de uvas em sistema de plantio de espaldeira.

 

Vinhedo modelo da Vinícola Miolo

 

No Vinhedo Modelo é possível identificar as espécies de uvas mais conhecidas pelo público em geral, incluindo a Tempranillo, a Merlot e a Cabernet Sauvignon.

 

 

Para mim foi, também, a oportunidade de conhecer um pouco sobre outras variedades.

Neste momento da visita, o guia turístico aproveita para contar um pouco da História do grupo Miolo e explicar a parte técnica do plantio das uvas.

 

O armazenamento

 

A segunda parte do roteiro turístico contempla a visitação aos lugares em que vinhos e espumantes ficam armazenados.

Primeiramente, o grupo passa pelos imensos barris de carvalhos, que hoje em dia, estão desativados.

 

 

Contudo, eles são perfeitos para demonstrar como era feito o armazenamento no passado. E para você fazer boas fotos!

Hoje em dia, os antigos barris foram substituídos por um sistema de estocagem mais moderno: os enormes tanques de aço.

 

Tanques de armazenamento da Vinícola Miolo

 

A próxima etapa é a Cave das Barricas, o amplo espaço onde estão armazenados os vinhos em processo de amadurecimento.

 

Caves de armazenamento da Vinícola Miolo

 

No local, encontram-se 1500 barris de carvalho cheinhos de vinho! Ah, que perdição!

E por último, uma passada pelas Caves de Envelhecimento, onde encontram-se os vinhos, já engarrafados, mas ainda sem os devidos rótulos.

 

Caves de envelhecimento da Vinícola Miolo

 

A degustação

 

Última etapa da visita, hora de degustar alguns rótulos da Vinícola Miolo. Normalmente, os visitantes têm a oportunidade de conferir dois tintos e dois espumantes.

Concluída a visita em grupo, nada melhor do que visitar a loja de varejo e de relaxar no Wine Garden.

 

A nossa visita à Vinícola Miolo

 

Antes de mais nada, quero dizer que nossa visita não foi nem de longe o que esperávamos… Foi muito, mas muito, melhor do que a encomenda!

Eu já havia visitado algumas vinícolas mas, confesso, com o nível de detalhamento que tivemos, eu nunca havia experimentado.

Que entendidos no assunto perdoem a minha sinceridade, mas o complexo da Vinícola Miolo deixou no chinelo superou o de muitas outras famosas. Inclusive uma que visitei na região de Bordeaux.

 

 

Tá, mas não é pra você desanimar com o roteiro em grupo, pois o roteiro turístico padrão também é super legal!

Acontece que, volta e meia, ser blogueira dá acesso a algumas regalias, por assim dizer. De maneira que eu e meu marido tivemos um tour exclusivíssimo na agradável companhia do Avelino Filho, o simpático enólogo da empresa.

 

Degustação na Vinícola Miolo

Um brinde ao melhor trabalho do mundo!

 

Chegamos em tempo hábil para a visita da 10:00 da manhã, crentes de que nos juntaríamos a um grupo. Entretanto, a Vinícola Miolo já havia organizado um tour somente para nós.

Passamos por todas as instalações previstas para o roteiro turístico. Contudo, o grande diferencial, além de uma senhora aula sobre uvas, vinhos e degustação, foi poder conferir algumas áreas da Vinícola destinadas a fins mais particulares.

 

Acréscimos especiais

 

Além das áreas previstas para o roteiro turístico, tivemos a oportunidade de conhecer, também, a área da produção, propriamente dita.

 

 

Assim, pudemos conferir a parte superior dos tanques de armazenamento.

 

 

Entramos na sala de degustação climatizada, destinada aos cursos da Escola de Vinhos.

 

 

Claro que ficamos loucos para voltar e participar de um dos cursos oferecidos pela Miolo!

Nossa degustação foi pra lá de especial! Ela aconteceu na sala de reuniões da diretoria, com uma vista espetacular dos vinhedos.

 

 

Ali, pudemos conferir 5 dos rótulos mais emblemáticos da Miolo, com destaque para o di-vi-no Lote 43.

Aliás, estes são vinhos disponibilizados durante o minicurso que acontece, diariamente na vinícola, sempre às 15:00.

 

 

Uma delícia de experiência! Nada como um bom papo regado a ótimos vinhos!

 

 

E, finalmente, tivemos acesso à torre da Vinícola Miolo.

 

 

É do alto que se tem a real noção da beleza de todo o complexo e de seus vinhedos.

 

 

A loja de Varejo da Vinícola Miolo

 

Claro que depois da degustação, é impossível não passar pela loja de varejo da Vinícola, que tem uma gama enorme de possibilidades, para todos os gostos e bolsos.

Além dos famosos rótulos de vinhos e espumantes, é possível encontrar vários acessórios relacionados a vinhos e afins.

Assim como alguns itens de vestuário pra lá de criativos.

 

 

A loja é uma graça e o voucher do roteiro turístico dá direito a um desconto nas compras.

 

O Wine Garden

 

O espaço a céu aberto do complexo enoturístico da Miolo é um capítulo à parte na visita. Eu fiquei simplesmente encantada com o lugar!

 

Wine garden da Vinícola Miolo

 

A proposta do Wine Garden é ter uma arquitetura efêmera. De modo que, muito provavelmente, você encontrará um espaço diferente a cada vez que for visitar a vinícola.

Uma coisa, porém, será igual: a bela paisagem, onde você poderá desfrutar da tranquilidade da natureza enquanto aprecia bons vinhos e quitutes.

 

 

Contrariando a previsão do tempo, fazia um dia lindo de sol. Havia um clima de informalidade e relaxamento por conta da disposição dos ambientes.

Um convite a passar horas de puro deleite curtindo o fim de uma visita memorável!

 

Informações práticas para visitar a Vinícola Miolo

Visitas guiadas com degustação

 

O roteiro turístico acontece todos os dias, inclusive nos feriados.

  • De segunda a sábado: 10:00, 11:00, 12:00, 13:00, 14:00, 15:00, 16:00 e 16:30.
  • Aos domingos e feriados: às 10:30, 11:30, 12:30, 13:30, 14:30, 15:00 e 15:30.

Para grupos inferiores a 15 pessoas, não é necessário fazer reserva.

 

 

Preços e condições para o roteiro turístico

 

Somente maiores de 18 anos podem degustar os vinhos. Neste caso, o custo da visita é de R$30,00. Entretanto, um voucher de R$10,00 garante o desconto nas compras da loja de varejo.

Para participantes entre 2 e 17 anos, o custo da visita é de R$15,00, com direito a  suco de uva (300ml).

Importante ressaltar que estes são valores de 2018. Para informações e preços sempre atualizados, convém consultar o site da vinícola.

 

Agradecimentos

 

Eu e meu marido passamos momentos muito agradáveis no complexo enoturístico, graças à gentileza e à credibilidade da Vinícola Miolo, nossa parceira nesta viagem.

Então, o nosso muitíssimo obrigado vai para toda a equipe local, que nos atendeu com todo o carinho. Um agradecimento especial ao Avelino, que foi nosso querido anfitrião durante a visita.

 

 

Importante ressaltar que, apesar da parceria, todas as opiniões e comentários deste post são impressões genuínas de uma viajante experiente, acostumada a visitar diversas atrações e que sabe avaliar a qualidade dos serviços prestados.

Assim, ciente do meu compromisso como blogueira e da minha experiência como viajante frequente, sinto-me totalmente confortável em recomendar a Vinícola Miolo como uma das atrações imperdíveis do Vale do Vinhedo.

 

Referências

 

  • https://pt.wikipedia.org/wiki/Denominação_de_Origem
  • http://vidaevinho.com/processo-de-producao-do-vinho-2/
  • http://www.miolo.com.br/

 

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Compre seus ingressos em Português e sem complicação!

2 thoughts on “Como visitar a Vinícola Miolo no Vale dos Vinhedos?”

  1. Que delícia de visita, adorei. Quando tiver oportunidade quero conhecer e provar os vinhos desta vinícola também. Adorei o post e até já compartilhei no Facebook para todos meus amigos. Beijos.

    1. Gisele, querida, muito obrigada pela leitura, pelo compartilhamento e pelo comentário. Que gostoso ler suas palavras! Tão gratificante escrever e saber que viajantes experientes, como você, gostaram… Espero, mesmo, que você visite a Vinícola Miolo. Vou adorar ler seu ponto de vista! Beijão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: