15 Comentários

Para quem nunca ouviu falar, o Keukenhof é um grande parque onde uma vez por ano acontece uma exposição que presenteia os visitantes com um dos cartões-postais mais lindos da Holanda: as flores, aos milhões… sem exagero!  E é por isso que visitar o Keukenhof é um programa que deve constar da lista de todo turista que der a sorte de passar pelo país justamente na Primavera!

Como surgiu o Keukenhof?

Em 1950, acontecia na pequena e pacata cidade holandesa uma exposição de flores, organizada para que produtores de tulipas de toda a Holanda e Europa pudessem apresentar seus produtos e impulsionar a exportação.

A iniciativa deu tão certo que, logo no primeiro ano, atraiu mais de 236 mil visitantes e acabou resultando no espetáculo que ainda hoje podemos apreciar: o Keukenhof, um dos maiores jardins floridos do mundo…

O parque está localizado na cidade de Lisse, a cerca de 37 quilômetros da estação central de Amsterdã. Sua área abrange 32 hectares de puro deleite aos nossos sentidos: são mais de 7 milhões de bulbos e 800 variedades de tulipas, distribuídos em lindos jardins, trilhas e três pavilhões de exposições.

Todo ano um novo tema para o Keukenhof

Este ano a exposição está em sua 68a edição e conta com o tema “Dutch Design”. Mantendo a tradição, todos os anos um tema é escolhido para compor essa linda festa e dois nomes bem conhecidos do design holandês, Mondrian e Rietveld, foram escolhidos para elaborar a decoração, seja ao ar livre, seja nos três pavilhões espalhados pelo parque.

Para comemorar o tema, muitas instalações são feitas, principalmente nos pavilhões, mas a estrela do evento é mesmo um mosaico de 250 metros quadrados feito ao ar livre com milhares de flores (grande parte, tulipas, obviamente).

Um lugar mágico para passar um dia inesquecível!

Além da beleza incontestável que o lugar oferece, há também diversão para toda a família, com toda a estrutura que um lugar democrático pode oferecer: facilidade de acesso às pessoas com mobilidade reduzida, Wi-Fi grátis, empréstimo de carrinhos para crianças pequenas e de cadeiras de rodas para quem delas necessite, além de restaurantes e lanchonetes, entre outros serviços.

É um lugar para passar o dia todo, um pedacinho de paraíso para se apaixonar  e querer voltar todo ano. Aliás, mais de uma vez no mesmo ano, se você tiver a chance, já que as flores estão constantemente brotando, florescendo, crescendo… num ciclo de cores infinito.

O ano passado, eu estava doida para visitar o parque. Assim que começou, lá estava eu. Fiquei arrasada porque o mosaico ainda estava “pelado” e voltei algumas semanas depois, a tempo de vê-lo todo florido.

Planejando sua visita ao Keukenhof

Primeiramente, você deve estar ciente de que o parque é extremamente popular e procurado. Tanto pela população local, quanto por gente do mundo todo, que visita a Holanda justamente nesta época por conta da exposição de flores. Só para você ter uma ideia, em 2016 foram mais de um milhão de visitantes., espalhados nas oito semanas em que o espetáculo durou.

Então, quanto antes você se programar e quanto melhor organizar a sua visita, mais tranquilidade terá para desfrutar de toda a beleza que o parque pode oferecer. Vazio, vazio, o parque nunca estará, mas você pode ter certeza de que, mesmo em um dia lotado (já fui, acredite!), é possível aproveitar a visita. Na última vez em que lá estive, levei minha chihuahua comigo. Não houve problema algum… e olha que ela quase some no chão.

Como chegar ao Keukenhof?

Este passeio é uma ótima opção até para quem só está de passagem pela Holanda.  Certa vez, conheci uma pessoa que tinha visitado o parque durante uma escala de voo. Tudo muito simples: ela deixou as malas no guarda-volumes do Schiphol (aeroporto de Amsterdã) e de lá pegou um shuttle para a Keukenhof. É possível, inclusive, comprar um tíquete combinado, que inclui a ida e a volta de ônibus, assim como o ingresso para o parque.

Usando transporte público

Há várias formas de acessar o parque, tudo depende de onde você estiver. Se você optar pelo ônibus exclusivo do Keukenhof, poderá embarcar na estação central de Leiden, no aeroporto (Schiphol) ou em Haarlem. E caso você esteja em Amsterdã, há vários pontos de embarque pela cidade.

Mas atenção: para usar este serviço, você tem que estar com um OV Chipkaart ou ter o ingresso combinado, pois não tem como pagar a passagem para o motorista.

Tudo bem se você não estiver nestas localidades. Andar pela Holanda de transporte público é muito fácil e chegar até lá não será complicado. Existem aplicativos que lhe ajudam a planejar o trajeto, tanto para ônibus, quanto para trens. O Google  Maps também é muito confiável, especialmente na Holanda, onde o transporte público funciona muito bem.

Usando transporte próprio

Se você optar por transporte próprio, também é muito tranquilo. Há estacionamento no local, pelo preço fechado de €6,00. Já fui algumas vezes de carro e foi tudo descomplicado. Há, inclusive, funcionários para indicar onde estacionar, de modo a acomodar o maior número de carros possível.

Se você quiser mais praticidade ainda, pode já chegar lá com o estacionamento pago e nem se preocupar com esse detalhe na hora da saída. E pode comprar o tíquete por aqui mesmo em Português com meu parceiro Ticketbar. Pode confiar: é um site  totalmente seguro.

Há, também, a opção de pegar uma excursão e desfrutar da experiência sem se preocupar com nada…

Como comprar os ingressos para o Keukenhof?

A bilheteria fica aberta diariamente de 08:00 às 18:00. Em duas ocasiões, comprei meus ingressos direto lá, sem problemas. Porém, em um final de semana ensolarado, pode ficar mais difícil, então, o ideal é comprar antecipadamente on-line.

O ingresso para adultos (de qualquer idade) custa €16,00. O preço é o mesmo, independentemente de ser no site oficial, na bilheteria ou com meu parceiro Ticketbar. Para crianças de 4 a 11 anos, custa €8,00 e para crianças até 3 anos, o acesso é grátis.

Então, se você leu este post até aqui, está gostando e planeja visitar o parque, já compra seu ingresso agora. Assim, você estará, também, contribuindo para a manutenção deste blog.

Dicas Práticas

Abertura e funcionamento

O parque funcionará diariamente de 08:00 às 19:30 entre 23 de março e 21 de maio, mas atenção: não será possível comprar o ingresso depois das 18:00, pois a bilheteria estará fechada. Não dá para adiar muito a visita, já que a temporada é curta. Afinal, a Primavera também tem hora pra acabar…

Seu cãozinho é bem-vindo!

O parque é DOG friendly… oba! Mas os pets têm que ficar de coleira e também têm de ficar fora dos pavilhões (eu me revezei com meu marido). Isso não tira a graça da visita, já que o legal mesmo é ficar ao ar livre. As exposições dos pavilhões são lindas, mas não tomam tanto tempo da visita assim!

Detalhe: cães-guia têm acesso irrestrito a qualquer ambiente.

Acessibilidade

Para pessoas com mobilidade reduzida, há empréstimo de cadeira de rodas, que pode ser solicitada antecipadamente pelo site do evento. É possível, também, solicitar uma cadeira elétrica, que neste caso é paga. No momento de pegá-la, você deve deixar €30,00 e cartões não são aceitos. O aluguel da cadeira custa €10,00 e o depósito de €20,00 lhe será restituído mediante a devolução da mesma.

Para crianças pequenas (de colo) há empréstimo de carrinho, mas a quantidade é limitada e não é possível fazer reserva pelo site. Então, se você quiser garantir a facilidade, melhor levar o seu, pois é possível que não haja mais disponível no momento de sua chegada. Ainda assim, se você desejar usar o serviço, basta solicitá-lo à pessoa que for conferir o seu ingresso na entrada.

Outras facilidades

Se você estiver com malas ou compras no parque e não quiser carregá-las,  o parque oferece, gratuitamente, 800 lockers (guarda-volumes).

É possível que eu esteja esquecendo algum detalhe… mas o site oferece a versão em Inglês com toda e qualquer informação necessária. Caso você não encontre o que deseja, poderá enviar um e-mail com a solicitação ou dúvida. No caso de não compreender o idioma, sabe que sempre poderá me mandar um comentário!

E mais importante de tudo: se você estiver pela Holanda, não deixe de visitar o parque. Conheço pessoas que moram no país há anos e que nunca foram até lá,  por inúmeros motivos. Eu demorei um tempinho para ir pela primeira vez, confesso que me arrependi e depois não perdi um ano sequer. Visitar o Keukenhof deveria entrar pra lista de passeios obrigatórios pra ser uma pessoa feliz. 🙂

15 thoughts on “Keukenhof: como visitar o parque mais florido da Holanda?”

  1. Comprei entrada combinada para Keukenhof no atalho do seu site sem nenhuma dificuldade.
    Gostaria de fazer mais uma pergunta: qual a melhor maneira de chegar ao Museum Kroller-Muller à partir de Utrech usando transporte público?

    1. Oi Helvio! Quanto ao itinerário até o museu Kröller Müller, acho que o mais fácil é pegar um trem Intercity para Apeldoorn na estação central de Utrecht . De lá, você vai precisar pegar o ônibus 108 até Otterlo e, então, pegar o ônibus 106 até o parque onde fica o museu. Pode parecer um pouco trabalhoso, mas usar o transporte público na Holanda é bem descomplicado. Boa visita!

  2. Bom Dia.
    Gostei muito dos comentarios sobre Keukenhof.
    Como ficarei a passeio 22 dias Holanda tendo possibilidade de escolher quando e de onde ir a Kenkenhof.
    Só tenho uma dúvida: comprando ingresso antecipado, combinado ou não, tenho que necessariamente INFORMAR O DIA DA VISITA?
    Agradeço.
    Helvio

    1. Olá, Helvio! Muito obrigada por sua leitura. O bilhete comprado antecipadamente tem data aberta. Você pode usá-lo no dia que for mais conveniente para você, ainda que seja combinado com transporte público ou estacionamento. Uma boa visita ao parque, uma ótima estadia na Holanda e um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

< ?php include_once("analyticstracking.php") ?>