Sem Comentários

As Cataratas do Iguaçu, como são conhecidas as gigantescas quedas d’água do parque nacional em Foz do Iguaçu, definitivamente, precisam entrar para a sua lista de destinos imperdíveis!

Ainda mais, se você curte o Ecoturismo. Você vai se encantar com a beleza exuberante e as opções de lazer do lugar.

Parque Nacional do Iguaçu: um pouquinho de história

Antes de começar a explanar sobre o assunto, é importante deixar claro que as Cataratas do Iguaçu, a que nos referimos informalmente, compreende um conjunto de 275 quedas d’água no rio Iguaçu, na bacia hidrográfica do rio Paraná.

Elas estão localizadas tanto no Parque Nacional do Iguaçu (no estado do Paraná) quanto no Parque Nacional Iguazú (na província de Missiones, na Argentina).

Aham… é isso mesmo que você está pensando: temos que dividir este tesouro da natureza com nossos hermanos argentinos!

Justo com nossos vizinhos, cujas disputas nos gramados tantas discussões acaloradas provocam…

O quintal do “vizinho”…

E vou além: dividimos também um prêmio! Esta incrível área de floresta subtropical, localizada entre os dois países, recebeu o título de Patrimônio Natural da Humanidade, concedido pela UNESCO.

O lado brasileiro do parque recebeu o título em 1984 e o lado argentino, em 1986. Tudo muito equilibrado, né? Tá, mas que pare por aí e que o título da próxima Copa Mundial seja só nosso… hehe!

Bem, brincadeiras à parte, o que importa é que tanto do lado de cá, quanto do lado de lá, há uma grande preocupação em conservar a fauna e a flora da região.

Definitivamente, elas são fantásticas, não importando de que lado da fronteira estejam!

O Parque Nacional do Iguaçu foi inaugurado em 1939, cinco anos depois da criação do parque argentino.

Em 2011, as Cataratas do Iguaçu (ou del Iguazú, você decide) passaram a ser consideradas uma das Sete Maravilhas da Natureza, o que por si só já vale uma visita à região.

Cataratas do Iguaçu: Brasil ou Argentina?

Antes de mais nada, devo dizer que, apesar de o lado brasileiro ganhar disparado em muitos aspectos, eu curti mais o lado argentino das cataratas. A razão, eu contarei em outro post.

Da mesma forma que aproveito pra dizer que não dá pra escolher um dos lados. Você tem que conhecer os dois. As propostas são diferentes e se você optar por visitar apenas um dos lados, vai se arrepender. E muito!

Infelizmente, eu tive pouco tempo para explorar Foz do Iguaçu e região. Foram apenas três noites. Então, eu preferi sacrificar o lado “compras” para priorizar o Ecoturismo.

Sem dúvida, foi a melhor escolha! Pois pude passar um dia inteirinho curtindo o lado brasileiro e, no dia seguinte, conferir o lado argentino.

Cataratas do Iguaçu: como planejar a visita ao lado brasileiro?

Para otimizar o dia, eu optei por visitar o Parque das Aves e, na sequência, o Parque Nacional do Iguaçu. Assim, economizei de tempo e dinheiro, já que os dois parques são muito próximos.

Entretanto, após ter visitado os dois parques, acho que teria sido mais proveitoso tirar um dia inteirinho só para o parque das cataratas.

Há muitas opções de atividades. De modo que, para curtir com calma e aproveitar todas elas, o ideal é não combinar com outro ponto turístico.

Que falta que o sol faz numa foto!

Só para você ter uma ideia do tamanho do parque, da entrada até o ponto que é o ápice da visita, são 10 quilômetros.

Calma… você não vai precisar percorrer esta distância toda a pé. Há um ônibus que faz o percurso (incluído no valor do ingresso).

Li alguns relatos de blogueiros que comentam ter esperado muito tempo para pegar o transporte que leva da entrada até o ponto em que começa a trilha para apreciar as cataratas.

Ainda que tivessem comprado os ingressos antecipadamente.

Daí que aconselho você a fazer duas coisas: comprar o ingresso antes e chegar cedo ao parque. Desta forma, você vai evitar pelo menos uma das filas.

Estive no parque num dia instável e nublado. Já cheguei depois do almoço e não era feriado nem fim de semana.

Então, pode ser que todos esses fatores combinados tenham contribuído para uma visita tranquila e sem esperas. Porém, é melhor prevenir do que remediar esperar.

Como chegar ao Parque Nacional do Iguaçu?

O entrada do Parque Nacional do Iguaçu fica no km 18 da BR 469 (mais conhecida como Rodovia das Cataratas). Está a apenas cerca de 400 metros do Parque das Aves.

Transporte público

Eu usei transporte público para chegar à região e foi super descomplicado. Como eu já havia visitado o Parque das Aves, foi basicamente atravessar a avenida e me dirigir à recepção do parque. Prático, rápido e econômico.

Contudo, para quem está no centro de Foz do Iguaçu, basta pegar o ônibus 120. Eu embarquei no ponto inicial/final, que fica no Terminal de ônibus Pedro Antônio de Nadai.

Este ônibus é o mesmo que vai para o aeroporto. A passagem pode ser paga diretamente ao motorista, ao custo de R$3,50 (valores de 2017).

Carro particular

Caso você opte por usar veículo próprio, há um amplo estacionamento, com capacidade para 900 automóveis. Você deve pagar a tarifa no ato da compra do ingresso para o parque.

Cataratas do Iguaçu: como organizar a sua visita?

Sua visita irá começar no Centro de Visitantes. É lá que se concentram o setor de informações e a bilheteria. Além de diversos serviços para facilitar sua visita. Entre eles: fraldário, venda de passeios opcionais, loja de suvenires etc.

Assim que você passar pela entrada do parque, deve dirigir-se à plataforma de embarque do ônibus no estilo hop-on/hop off usado para cobrir o percurso entre a recepção e as cataratas.

Foto tremida… blogueira dando o pique pra não perder o busão! kkk

A rota do ônibus compreende 4 pontos de embarque/desembarque: a Trilha do Poço Preto, o Macuco Safari, a Trilha das Cataratas e a Estação Porto Canoas.

Você decide a sequência do que for fazer, podendo embarcar e desembarcar quantas vezes quiser.

Claro que se você tiver comprado alguma atração extra, terá que se certificar de estar no ponto de encontro no horário estipulado. Do contrário, você perde o tour.

Cataratas do Iguaçu: informações práticas

O parque funciona diariamente (inclusive domingos e feriados) sempre de 9:00 às 17:00.

Você pode comprar seus ingressos, antecipadamente, pela Internet. Há preços diferenciados para brasileiros, moradores do Mercosul e turistas em geral. Crianças e idosos pagam uma tarifa bem reduzida.

Para informações sempre atualizadas, é sempre bom checar o site oficial do parque.

Você pode, também, adquirir os ingressos para o parque em uma das lojas da Ticket Loko. Assim como pode pedir a entrega no seu hotel.

Para passar um dia agradável, procure usar roupas e calçados confortáveis. Bonés e chapéus também são complementos ideais!

Leve, também, protetor solar e repelente. Lembre-se: você estará em meio à Mata Atlântica. Consequentemente, mosquitos fazem parte do cenário!

Cataratas do Iguaçu: atrações do parque

O parque conta com inúmeras opções de lazer, para todos os gostos, bolsos e idades. Naturalmente, que algumas delas implicam em um custo extra.

Entretanto, mesmo que você opte só pelo que está incluído no valor do ingresso, vai aproveitar bem a visita.

Trilha das Cataratas

A Trilha das Cataratas é um dos atrativos do passeio incluído no valor do ingresso. Ela é uma trilha de 1.5km de distância, com vários mirantes para as quedas d’água e com acesso para a cereja do bolo: o mirante de onde se pode tirar a foto mais esperada da visita!

Importante ressaltar que é uma trilha com pouquíssimo grau de dificuldade, já que ela é pavimentada e plana quase que o percurso todo.

Há, porém, alguns trechos com degraus. Então, para pessoas com mobilidade reduzida, talvez seja mais tranquilo ir direto à Estação Porto Canoas e, de lá, apreciar o grande espetáculo das águas.

Pelo caminho, pode ser que você encontre alguns animais silvestres, como os quatis. Resista à tentação de se aproximar muito ou alimentá-los.

Eles não costumam atacar humanos, mas podem morder quando incomodados.

Estação Porto Canoas

A Estação Porto Canoas concentra o Restaurante Porto Canoas, uma loja de suvenires e a tão aguardada passarela para observar de perto a Garganta do Diabo, a maior das 275 quedas que formam as Cataratas do Iguaçu.

Tanta empolgação não é pra menos: seu fluxo de águas é constante e gigantesco e sua altura não desaponta: são cerca de 80 metros. É água pra ninguém botar defeito!

Como já havia mencionado, uma forma de chegar ao mirante principal é a Trilha das Cataratas.

Entretanto, na Estação Porto Canoas estão localizados dois elevadores que permitem a qualquer pessoa o acesso às passarelas para tomar um banho gelado ver de pertinho a exuberante queda d’água que é a atração mais esperada para a grande maioria dos viajantes.

Capa de chuva: um ítem indispensável para visitar as cataratas!

Em resumo, a Estação Porto Canoas oferece uma excelente infra-estrutura aos visitantes. Além do restaurante com vista para as cataratas, há banheiros e o ponto de embarque para retornar ao Centro de Visitantes.

Macuco Safari

Honestamente, a visita às Cataratas do Iguaçu é incompleta se você não fizer o Macuco Safari. Tudo bem que você terá que pagar à parte (e que o preço é meio salgadinho!), mas vale cada centavo.

Posso lhe garantir, sem sobra de dúvida, que será uma atividade empolgante e inesquecível! E conto todos os detalhes desta incrível aventura em outro post aqui do blog

Trilha do Poço Preto

A Trilha do Poço Preto é um safari ecológico que dá ao visitante a chance de percorrer o caminho que os índios usavam para contornar as cataratas. É uma atração paga à parte e com duração de cerca de 4 horas.

O percurso compreende 9km de distância, que podem ser percorridos a pé, de bicicleta ou a bordo de um carro elétrico, dependendo de sua escolha. Infelizmente, não consegui percorrer esta trilha, mas deve ser muito interessante.

Trilha das Bananeiras

Nesta trilha de cerca de 1.5km, o visitante pode conferir de perto a fauna e a flora da região.  Além disso, o passeio combina uma navegação em barcos pelo rio Iguaçu, com direito a visitar uma casamata de 10 metros de altura.

Ainda por cima,  você vai visitar a Lagoa do Jacaré. Com sorte, pode até avistar um jacaré-de-papo-amarelo tomando banho de sol.

O passeio acontece com o acompanhamento de guias e tem duração de cerca de 2 horas e meia. Outro passeio que tive que deixar para uma próxima visita, por pura falta de tempo.

Voo de helicóptero

Bem, este passeio, definitivamente, não estava no meu roteiro. Ainda que eu estivesse morrendo de vontade de experimentar a sensação incrível que deve ser sobrevoar as Cataratas do Iguaçu!

A parte fácil seria correr pra dentro da aeronave. A parte difícil, pelo menos para mim, seria preparar o espírito pra abrir a carteira. ?

Aos que não têm esse problema, deve ser um voo inesquecível. Quem sabe um dia eu não consigo saber como é?

Que tal se hospedar de frente para as Cataratas do Iguaçu?

Confesso que fiquei babando com a ideia de acordar em meio à natureza exuberante e poder curtir o parque quase que exclusivamente.

Imagine: poder aproveitar o parque depois que ele fecha para os visitantes… deve ser um sonho!

Contudo, é um sonho viável, se você não se importar em pagar uma diária exorbitante… bem, pelo menos para o meu bolso!

Mas, é aquele tipo de coisa que você faz uma vez na vida. O Belmond Hotel das Cataratas é um cinco estrelas daqueles que fazem você se sentir a cara da riqueza!

Certamente que eu não pude conferir o interior. Mas, assim como seu “primo”, o Belmond Copacabana Palace, só pela fachada a gente já imagina como deve ser maravilhoso de se hospedar.

Ai, sonho meu… os dois pra minha wish list, já!

Cataratas do Iguaçu: valem muito um repeteco!

Enfim, mas voltando à minha realidade, visitar as Cataratas do Iguaçu foi a concretização de um projeto antigo. Valeu muito a pena tirá-lo do plano das ideias. Apesar de que sei que eu não consegui aproveitar como eu gostaria.

Na minha opinião, a primeira visita ao parque serve para fazer um grande reconhecimento.

Porém, é preciso visitá-lo pelo menos duas vezes, para poder curtir com calma todo o potencial turístico que ele tem.

Trilha guiada pela Mata Atlântica

Consequentemente, fui embora com o gostinho amargo do “quero mais”…

Em síntese, o parque é um lugar perfeito para os amantes da natureza. Possui trilhas encantadoras para os mais esportistas. E é o cenário ideal para os que querem relaxar e fugir da movimentação das grandes cidades.

Agradecimentos

A visita ao Parque Nacional do Iguaçu superou todas as nossas expectativas e o local figura no topo da nossa lista dos atrativos em Foz do Iguaçu.

Eu e meu marido passamos uma tarde fantástica, graças à boa vontade e à credibilidade dos nossos parceiros nesta viagem.

Dessa forma, o nosso muitíssimo obrigado vai para o pessoal do Iguassu Convention & Visitors Bureau e ao time da Ticket Loko, pela experiência inesquecível.

Foz do Iguaçu e as múltiplas opções de lazer

E se você gostou deste post e quer saber mais sobre Foz do Iguaçu e região, saiba que, além das Cataratas do Iguaçu, há inúmeras outras atividades para curtir a cidade.

Eu tenho muito mais a contar. E convido você para conferir os outros posts sobre o tema!

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Compre seus ingressos em Português e sem complicação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: