Sem Comentários

Os museus holandeses primam pela organização e pelo zelo, não só com as obras, mas com os visitantes. Tudo é planejado para que você tenha uma experiência agradável. Tenho ido a vários museus, desde que comprei o meu Museumkaart, e sempre saio com a mesma boa sensação de ter aprendido algo, enquanto desfrutava de um ambiente acolhedor e aconchegante.

O Rijksmuseum em Amsterdã é um espetáculo a ser apreciado com tempo. Suas inestimáveis obras de arte, distribuídas em mais de 1.5km de galerias e corredores, exigem uma visita longa, ou várias visitas curtas. Para quem está de passagem pela cidade, não há outro jeito a não ser ir logo cedo, munido de disposição, já que quanto mais tarde vai ficando, mais gente vai chegando e mais difícil fica para acessar as obras mais badaladas.

Antes mesmo de você entrar no museu, já começa a sentir o entusiasmo, já que na praça onde ele se encontra (a Museumplein), as pessoas se reúnem para tirar as mais inusitadas fotos em frente às famosas letras do I AMSTERDAM.

Turista que é turista tem que ter uma foto lá! E se achar a inicial do nome, então, a emoção está completa! Eu adoro ver o pessoal fazendo mil poses, tentando se encaixar em cada uma daquelas letronas… muito legal, mesmo!

No momento em que você passa pelas portas giratórias que levam ao interior dessa deslumbrante construção, depara-se com outro cenário lindíssimo: é que após 10 anos em reforma, o museu está repaginado e o hall que dá as boas vindas aos visitantes conta com uma charmosa cafeteria e uma loja de souvenirs e livros de Arte. Aliás, se você só quiser ir a esse pavimento, poderá entrar de graça. O acesso é livre.

Eu aproveitei o período entre Natal e Ano Novo para ir até lá. A cidade estava lotada por conta dos feriados, mas a entrada para o museu foi tranquila. Com o museumkaart (ou com ingresso comprado online) você pega uma fila bem pequena e rápida. Aliás, com esse cartão, eu entrei sem pagar dois dias consecutivos, já que ele dá acesso ilimitado a centenas de museus na Holanda.

Para chegar até o museu, também é super simples: partindo da Estação Central, você tem duas opções de tram que lhe deixam, praticamente, na porta: os de número 2 ou 5. Se quiser ir de ônibus também dá: é só pegar o 170 ou 172. Eu prefiro ir de tram, porque acho que tem mais “clima de Amsterdã”, mas dependendo do seu ânimo, dá pra ir a pé, já que são apenas 2.5km entre a estação e o museu.

Se você tiver um Ipad ou smartphone, baixe o aplicativo do museu. Você terá as explicações das obras mais significativas, sem custo algum. Eu usei o recurso e achei bem interessante. Tem como selecionar o idioma: não tem Português, mas entre as nove opções disponíveis, há Espanhol e inglês. Não esqueça seus fones de ouvido. Não se preocupe, porém, se esquecê-los: o museu tem dispositivos completos para alugar, caso você não tenha como usar o seu próprio aparelho.

Uma coisa interessante a ser destacada é que, além da vasta coleção permanente, o museu sempre tem alguma exposição temporária acontecendo. Neste caso, uma taxa extra é cobrada, mas para quem é muito fã de determinado artista ou tema, vale a pena. Eu visitei uma exposição sobre a Moda desde o século XVII até o século XX e fiquei absolutamente encantada com a variedade de itens de vestuário apresentados. Certamente, um evento imperdível para os amantes do tema ou mesmo para curiosos de plantão, como eu.

O museu funciona todos os dias de 9:00 às 17:00, com exceção dos dias 25 e 26 de dezembro e 1° de janeiro. Você deve estar se perguntando: por que não no dia 26/12? É porque aqui na Holanda existem o Eerste Kerstdag (traduzindo: Primeiro Dia de Natal) e o Tweede Kerstdag (Segundo Dia de Natal). Para informações sempre atualizadas, sempre é bom consultar o site oficial do museu.

Importante ressaltar que o site do museu não conta com uma versão em Português, mas você pode comprar os ingressos antecipadamente com o meu parceiro Ticketbar pelo mesmo valor vendido pelo site oficial, com a vantagem de efetuar a compra em Português e de poder contar com a assistência do Turista Full Time. Compre sem medo: o Ticketbar é um site seguro e confiável! Além disso, você economizará um tempo enorme de fila, já que a procura por este museu costuma ser grande o ano inteiro.

Categorias: Holanda

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *