Sem Comentários

Visitar as vinícolas do Valle de Casablanca foi um dos pontos altos desta minha última viagem a Santiago do Chile. Localizada a cerca de 70 quilômetros da capital, a bela região reúne algumas das melhores vinícolas do mundo e é um perfeito bate e volta para curtir a natureza e a Enogastronomia chilenas.

 

O Valle de Casablanca

 

O Valle de Casablanca é uma região chilena vitivinícola muito fértil, localizada entre a cordilheira da costa e o Oceano Pacífico.

 

 

 

Traduzindo em mapas: ela fica na Ruta 68, a rodovia que liga Santiago à cidade litorânea de Valparaíso.

Seu clima e solo são perfeitos para a vinicultura. Especialmente, para as uvas Chardonnay, Sauvignon Blanc e Pinot Noir.

 

 

Não é à toa que a região se tornou uma das referências mundiais na produção de vinhos brancos de excelente qualidade, apesar de sua produção de vinhos ter se iniciado apenas na década de 1980.

O emblemático tinto orgânico da Vinícola Emiliana.

O que torna as vinícolas do Valle de Casablanca tão especiais?

 

Primeiramente, o uso de alta tecnologia na produção de vinhos. E, por fim, sua beleza natural aliada à elegância e à sofisticação de muitas propriedades voltadas ao Enoturismo.

Indiscutivelmente, o Valle de Casablanca já se tornou o queridinho dos apaixonados por vinhos e boa gastronomia.

Além disso, o fato de ele estar localizado, relativamente, próximo da capital chilena, aumenta o interesse pela região, que se profissionaliza cada vez mais para receber bem os turistas.

 

 

Destino del Vino e as vinícolas do Valle de Casablanca

 

Depois de já haver visitado várias vinícolas no Vale dos Vinhedos (no Rio Grande do Sul) e, também, na região de Bordeaux (na França), eu tinha que conferir as vinícolas do Valle de Casablanca.

 

 

Porém, eu sabia que contava com um grande empecilho: como eu e meu marido ficaríamos hospedados a semana toda em Santiago, qualquer que fosse o destino secundário escolhido, nós teríamos que encarar um deslocamento.

Além disso, não queríamos só conhecer. E, sim, apreciar, degustar, relaxar e curtir o momento. Difícil tarefa para um único dia, certo?

 

 

Todavia, essa era a nossa realidade e a melhor alternativa seria desfrutar dentro das possibilidades.

Como eu e meu marido não conseguíamos tirar no par ou ímpar quem seria o motorista da rodada, a melhor opção foi buscar um tour com transfer para as vinícolas do Valle de Casablanca.

 

 

Assim, escolhemos a empresa brasileira de turismo receptivo Destino Chile para a missão de percorrer as vinícolas e depois levar dois aprendizes de sommelier sãos e salvos de volta ao hotel.

E, acredite: a empresa se desdobrou para cumprir a difícil (mas, deliciosa!) tarefa.

 

O que esperar do tour Destino del Vino?

 

O Destino del Vino é um dos produtos oferecidos pela Destino Chile.

Na programação do tour, estão previstas a visitação e a degustação em quatro importante vinícolas do Valle de Casablanca, sendo que na última há, também, um tour guiado.

 

O pano de fundo da foto [e o Cajón del Maipo, mas todas as vans da empresa têm o mesmo padrão de qualidade.

Como a duração do tour é de cerca de 11 horas (acredite: você vai achar até pouco!), a saída do hotel tem que ser bem cedo (por volta de 7:30 da matina).

Conselho de blogueira amiga: mesmo que você tenha que levantar pra acordar o galo, tome um bom café da manhã. Beber de estômago vazio não será uma boa ideia!

Quanto ao deslocamento para o Valle de Casablanca, ele é tranquilo. Além disso, as vinícolas são todas muito próximas.

De modo que, tirando o trecho mais longo de ida e de volta, você não levará mais do que alguns minutos entre uma vinícola e outra.

Portanto, pode contar que o dia todo será voltado à maravilhosa arte de degustar e apreciar diferentes tipos de vinhos.

 

Vinhos Veramonte e um show de paisagem!

 

 

Nosso tour às vinícolas do Valle de Casablanca com a Destino chile

 

Nosso pick-up no hotel estava marcado para às 7:30 da manhã e Ricardo, nosso motorista e guia, chegou pontualmente.

Passamos por outros hotéis a fim de pegar o restante do grupo e começamos nosso trajeto rumo ao Valle de Casablanca.

Assim que todos estávamos a bordo, o alegre e simpático “Ricardón” (como ele mesmo se intitulou!) começou a explanar sobre as vinícolas, a região do Valle de Casablanca e muitas outras curiosidades.

Com um excelente Portunhol (mais próximo do Português, impossível!) conseguiu nos entreter durante todo o trajeto que, por conta das manifestações políticas que ocorriam em Santiago durante a nossa visita, estava bem moroso.

Muito brincalhão, até trava-línguas nos ensinou! Que dificuldade cumprir o desafio de dizer, sem “travar” a seguinte frase: “Jorge tomar jugo e naranja de um jarro rojo”.

De modo que, cerca de uma hora e meia de trajeto depois, já estávamos todos enturmados e tagarelas. E nem havíamos bebido ainda!

Um fato engraçado é que, em cada portaria das vinícolas, Ricardón nos apresentou de maneira diferente.

Na primeira vinícola, por exemplo, ele anunciou que trazia um grupo de argentinos. Foi uma gargalhada geral!

A sequência de apresentações foi igualmente divertida! Acredite: viramos até chineses ao longo do caminho…

O tour Destino del Vino prevê uma parada para o café da manhã em Curacaví.

Porém, por conta dos protestos, tivemos que ir direto para as vinícolas. Portanto, lamentavelmente, não poderei opinar sobre o local e os serviços oferecidos.

 

Vinícola Veramonte

 

A Vinícola Veramonte se destaca pelo seu pioneirismo, já que seu fundador – Agustín Huneeus – foi o primeiro a plantar 40 hectares de Sauvignon Blanc no Valle de Casablanca.

 

 

Além disso, a construção da Casona foi inspirada nas vinícolas do Vale do Napa, região vitivinícola da Califórnia.

Já nesta primeira parada, todo mundo ficou boquiaberto. Que lugar lindo!

Felizmente, tivemos tempo de apreciar a área externa, antes de ir curtir a primeira degustação do dia.

 

 

Jorge, nosso simpático anfitrião durante a visita, falava um Português excelente e explanou sobre os vinhos a ser escolhidos do variado menu.

Eu optei por um Sauvignon Blanc, mas também beberiquei da taça do meu marido, que escolheu um Carménère.

Todos aprovamos a ideia (original do tour Destino del Vino) de apreciar uma única e bem servida taça, ao invés de várias degustações mínimas.

Neste formato de tour, a Destino Chile disponibiliza vários rótulos para que os participantes escolham um de seu agrado. Todo mundo saiu feliz da primeira degustação. Hehehe!

Vinícola Emiliana

 

Além da inegável qualidade de seus vinhos, a Vinícola Emiliana destaca-se por ser a primeira e maior produtora de vinhos orgânicos do Chile.

Trocando em miúdos, não há uso de transgênicos ou de fertilizantes químicos em suas plantações. Somente o uso de produtos de controle natural de pragas é aplicado.

Infelizmente, não realizamos o tour pela vinícola, pois não fazia parte do nosso planejamento.

Porém, foi muito agradável apreciar meu delicioso vinho Rosé de frente para os lindos jardins da vinícola.

Vinícola Indómita

 

Inaugurada no ano de 2006 e imponentemente localizada no alto de uma colina, a Vinícola Indómita chama a atenção dos visitantes ainda à distância.

 

 

A impressão que se tem da estrada é comprovada durante a visita, já que requinte e sofisticação são as marcas da vinícola que conta, inclusive, com um elegante restaurante onde são servidos pratos da culinária típica chilena e, também, internacional.

 

 

A Indómita oferece algumas experiências de tours e degustações. Contudo, por uma questão de escassez de tempo, fizemos apenas a degustação de um rótulo da casa. Eu optei por um espumante Brut Rosé, que estava divino!

 

Restaurante Rio Tinto

 

Bem, antes de mais nada quero dizer que quebrarei uma das políticas do blog. Se você já me acompanha há algum tempo, sabe que me abstenho de fazer críticas negativas.

Porém, como o Restaurante Rio Tinto fez parte do meu itinerário, eu tenho o dever de mencioná-lo no post.

Nosso tour previa uma parada para o almoço do grupo no restaurante. Porém, honestamente, achei a escolha do local muito ruim em vários aspectos.

Primeiramente, pelas suas instalações. Trata-se de um grande galpão, onde você encontrará uma seção onde se vende “de tudo um pouco”.

Há, também, uma lanchonete com pouquíssima variedade e um restaurante do estilo self-service que não é muito atraente.

Além disso, há uma miscelânea de roupas, objetos e vinhos dispostos de uma forma que não proporciona uma boa experiência aos visitantes.

Ademais, durante as visitas às vinícolas os participantes do tour têm a chance de comprar vinhos muito melhores.

Então, não vejo o motivo de parar em um grande depósito de produtos variados com uma área de alimentação pouco convidativa.

E eu não vou nem me basear na falta de hospitalidade das atendentes, uma vez que esta possa ter sido gerada pelo desinteresse do grupo quanto ao que era oferecido no local.

Consequentemente, a permanência por lá (originalmente com previsão de durar 90 minutos), acabou sendo mais curta, pois os participantes do tour optaram por um lanche frugal.

Porém, veja: esta foi a minha percepção. Pode ser que você vá ao mesmo estabelecimento e tenha uma impressão bem diferente, pois gostos e expectativas variam de pessoa para pessoa.

Casas del Bosque e o tour guiado

 

A vinícola Casas del Bosque foi fundada no ano de 1993 pela família Cuneo.

 

 

Imigrantes do norte da Itália, seus fundadores tinham o objetivo de produzir vinhos de excelência, o que eles alcançaram com louvor.

A família foi, também, pioneira em produzir uvas de grande qualidade no setor mais frio do Valle de Casablanca.

 

 

Começamos nossa visita à vinícola com um tour guiado, na companhia de Alejandro, funcionário da vinícola.

Em um tour de cerca de meia hora, ele nos conduziu pelos vinhedos, mostrou-nos as modernas instalações usadas na produção dos vinhos da vinícola e nos orientou na degustação de três rótulos emblemáticos, sendo dois brancos e um tinto.

 

 

Ponto alto da visita à vinícola Casas del Bosque

 

Após o tour, nosso amável guia nos concedeu um tempinho para aproveitar as instalações da vinícola e eu e meu marido compartilhamos um refrescante vinho Rosé com Rebecca e Francine, duas alegres amigas que nos fizeram companhia no tour.

 

A seleção das vinícolas do Valle de Casablanca

 

Sei que são muitas e variadas as vinícolas do Valle de Casablanca e, honestamente, acho que a escolha da sequência planejada pela Destino Chile foi sensacional, pois cada uma das quatro vinícolas visitadas têm seu charme e requinte.

Cada uma delas é única em seus elementos, em sua Arquitetura e em sua decoração.

Eu nem saberia dizer de qual delas eu gostei mais, Para isso, eu precisaria ter feito os tours guiados. De maneira que eu adoraria voltar a cada uma delas com mais tempo, para poder usufruir a experiência completa.

Mirante da Vinícola Indómita.

 

De qualquer forma, visitá-las brevemente, através de uma programação de um dia foi uma boa forma de tomar conhecimento do potencial de visitação cada uma.

Entretanto, se eu tiver que fazer um curto descritivo de cada uma, eu diria que:

A Veramonte tem um lindo terraço voltado para os vinhedos.

A Emiliana tem um jardim repleto de mesinhas, que são um convite a uma boa prosa regada a vinho.

A Indómita oferece uma vista deslumbrante para o Valle de Casablanca.

E a Casas del Bosque é perfeita para finalizar o dia, degustando um bom vinho branco em seu charmosíssimo pátio interno.

 

Pitacos de Blogueira

 

Pode até ser redundante, mas tenho que dizer que amei o tour Destino del Vino e que voltamos meio “zonzinhos” para o hotel. Ah, santo Ricardón, nosso anjo da guarda ao volante!

Se eu pudesse dar uma sugestão para incrementar o tour, eu diria que a opção de um almoço na vinícola Indómita ou na vinícola Casas del Bosque seria perfeita.

Primeiro, porque estaria totalmente em concordância com a temática do tour.

Segundo, porque o tipo de público que procura o tour em questão costuma ser mais seletivo e as pessoas tendem a preferir um investimento maior na obtenção de uma qualidade à altura.

Além disso, poder harmonizar os vinhos degustados com um menu de chefs renomados, como é o caso do chileno Tomás Olivera (responsável pelo restaurante da Indómita), agrega um valor inestimável a um dia que tem tudo para ser perfeito.

Agradecimentos

 

Participei do tour Destino Del Vino a convite da empresa brasileira de turismo receptivo Destino Chile. Entretanto, é importante esclarecer que, apesar da parceria, todas as opiniões e comentários deste post são impressões genuínas de uma blogueira experiente, acostumada a visitar diversas vinícolas e que sabe avaliar a qualidade dos serviços prestados.

Assim, cumprindo com o compromisso de transparência do blog, sinto-me totalmente confortável em recomendar a Destino Chile como uma alternativa confiável e conveniente para visitar as atrações do Chile com conforto e segurança.

Referências

 

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.