Sem Comentários

O Tour Cajón del Maipo 2 em 1, com destino à Cascata El Yeso e às Termas de Colina, é a opção perfeita para quem busca conciliar Natureza e Aventura em um passeio de bate e volta a partir de Santiago do Chile.

 

Cajón del Maipo e tudo o que você precisa saber para visitar

 

Antes de mais nada, é preciso esclarecer que o Cajón del Maipo é um desfiladeiro localizado na região metropolitana Santiago e a cerca de 100 quilômetros do centro da capital.

Encontra-se localizado na parte superior do Rio Maipo, cuja bacia hidrográfica dá nome à região.

 

Créditos da foto: Guillermo Troncoso by Guillefotografia.

 

Entretanto, o rio Maipo não é o único na região deste Cajón. Há uma série de rios confluentes, como é o caso do rio El Volcán, o rio Yeso e o rio Colorado. Além disso, a região é composta de outros riachos.

A consequência direta desta confluência de rios e riachos é o incrível recorte e as deslumbrantes paisagens que podem ser conferidas em uma viagem – relativamente curta – a partir de Santiago.

É inegável que grande parte da fama do Cajón del Maipo – especialmente entre os turistas brasileiros – é devido ao Embalse El Yeso.

Porém a região abriga muitas possibilidades de Ecoturismo, com atividades de diferentes níveis de dificuldade e para muitos gostos e bolsos.

Atividades como trekking, escalada, cavalgada, mountain bike ou montanhismo estão entre as muitas opções para quem gosta de aventura em meio a uma natureza exuberante.

Entretanto, se você quiser apenas curtir e relaxar, a região também tem opções mais leves e adequadas para toda a família, como é o caso das Termas del Plomo, dos Baños Morales e dos Baños Colinas (que eu tive a oportunidade de conhecer).

 

Cajón del Maipo e o Embalse El Yeso

 

Primeiro é preciso esclarecer que o Cajón del Maipo e o Embalse El Yeso são duas coisas distintas. Ao se falar em Cajón del Maipo, muitas pessoas associam diretamente à linda lagoa que, certamente, é a localidade mais famosa da região.

Entretanto, o Cajón del Maipo é formado por pelo menos duas dezenas de outras localidades de menor conhecimento do público em geral.

 

 

Além disso, atualmente a bela paisagem que tanta fama deu ao lugar está disponível apenas em fotos da Internet.

Isso devido a um acidente fatal – envolvendo duas crianças brasileiras – que aconteceu em junho deste ano.

Devido ao deslizamento de uma pedra, que vitimou as duas irmãs, o Ministério do Interior e da Segurança Pública determinou a interdição do acesso para a área do Embalse El Yeso, tanto para veículos quanto para pedestres.

Importante ressaltar que tal proibição tem prazo indeterminado e afetou, diretamente, a programação de agências e receptivos, que precisaram adequar seus itinerários à nova realidade da movimentdada região turística do Cajón del Maipo.

 

Qual a melhor época para ir ao Cajón del Maipo?

 

Com exceção da temporada de neve, quando as estradas de acesso ao Cajón del Maipo ficam muito perigosas, a região pode ser visitada sem problemas entre os meses de setembro a abril.

Muitas empresas realizam passeios de bate e volta a partir de Santiago, conciliando duas atrações: a Cascata El Yeso e uma estação termal.

 

Como chegar ao Cajón del Maipo?

 

É certo que muitos turistas preferem alugar um carro e percorrer, por conta própria, os variados destinos a partir de Santiago.

Entretanto, dirigir por regiões montanhosas repletas de trechos com muitas curvas e, muitas vezes, sem acostamento, requer experiência e bom conhecimento da região.

Além disso, apesar de a distância entre o centro de Santiago e a região de Cajón del Maipo não ser muito grande, o deslocamento é moroso por conta da dificuldade do trajeto.

Primeiro, com relação à altitude, já que a região fica a 2500 metros com relação ao nível do mar. Segundo, porque grande parte do percurso é feito por estradas não pavimentadas, repletas de pedras, onde pneus furados não são uma surpresa.

 

 

Cajón del Maipo 2 em 1: o que esperar do tour?

 

O tour Cajón del Maipo 2 em 1, oferecido pela agência brasileira de turismo receptivo Destino Chile, encaixa-se na categoria Aventura e Natureza e tem a duração aproximada de 13 horas.

É um passeio de dificuldade moderada, porém, não indicado para pessoas com mobilidade muito reduzida.

Os terrenos visitados são muito desnivelados e não são compatíveis com veículos ou acessórios destinados a propiciar locomoção, como andadores, cadeiras de rodas ou muletas.

O mesmo se aplica a carrinhos destinados a bebês ou crianças pequenas.

Na programação do tour, estão previstos:

  • O café da manhã em Cumbres del Maipo
  • Uma visita às Termas de Colina
  • Uma visita com piquenique na Cascata El Yeso.

 

Nossa experiência com a Destino Chile

 

Eu e meu marido optamos por realizar a visita ao Cajón del Maipo com o tour da Destino Chile pois, há alguns anos, visitamos o Valle Nevado por conta própria e foi uma experiência um pouco tensa.

De modo que, desta vez, resolvemos deixar a direção para quem tem experiência no assunto.

Por se tratar de um tour de longa duração, o pick-up no hotel teve que ser feito bem cedo. Assim, por volta de 6:30 da manhã, já estávamos à espera do transporte da Destino Chile.

 

 

Andrés, nosso guia e motorista, chegou pontualmente para nos buscar. E dali já seguimos para a primeira parada do tour, pois fomos os últimos a embarcar.

Grande parte do caminho até San José del Maipo, onde fica o complexo turístico onde tomaríamos o café da manhã foi monótono e pouco interessante, pois percorremos os subúrbios de Santiago.

Além disso, o percurso de apenas 43 quilômetros demorou cerca de uma hora para ser cumprido, por conta de trânsito intenso, típico das capitais.

 

Café da manhã em Cumbres del Maipo

 

A parada no complexo turístico que inclui um restaurante e cabanas para alugar foi providencial: estávamos com fome e precisando esticar as pernas.

 

 

O restaurante do lugar oferecia café da manhã self-service ao custo de 5.000 pesos chilenos (valores de novembro de 2019) ou com opção de pagar pelos itens individualmente.

Entretanto, é bom você se preparar para pagar com dinheiro vivo, pois o restaurante não trabalha com cartões. É possível, também, pagar com reais, mas você pode perder um pouco na conversão.

 

Termas de Colina

 

A primeira atração do tour Cajón del Maipo 2 em 1 aconteceu nas Termas Valle de Colina ou, simplesmente Termas de Colina.

Cumprir o trajeto de 43 quilômetros entre Cumbres del Maipo e Termas de Colina nos custou uma hora e trinta minutos. Apesar disso, a paisagem compensou a lentidão do percurso.

A ideia do complexo é ser uma espécie de spa com vista deslumbrante para a Cordilheira.

E, de fato, as piscinas de águas termais são deliciosas, com temperaturas que variam do morninho ao escaldante.

 

Créditos da foto: Guillermo Troncoso by Guillefotografia.

 

O tempo de permanência durante o tour é de cerca de uma hora. Período mais do que suficiente, pois a recomendação é não ficar mais de 20 minutos em cada piscina e metade delas é bem quente.

 

 

As piscinas do complexo

 

Há uma variação de temperatura de 25 a 55 graus Celsius entre as piscinas, aquecidas pelo vulcão São José.

Suas águas contém grande quantidade de minerais e o fundo é composto por lama vulcânica, conhecida por seus poderes terapêuticos e estéticos.

 

 

Daí que os turistas acham a maior curtição cobrir o corpo com a lama retirada do fundo das piscinas (elas são bem rasinhas!). Lógico que eu entrei na brincadeira!

Como as piscinas ficam em um terreno inclinado, a recomendação do nosso guia foi de iniciar pelas mais baixas e ir aclimatando o corpo para as mais altas, pois essas são bem mais quentes.

Confesso que parei na penúltima, pois a última parecia um caldeirão. Eu coloquei os pés para comprovar. Morri!!!

 

 

Infraestrutura do complexo

 

Tenho que dizer que a estrutura do complexo é bastante precária, o que é uma pena.

O local tem um grande potencial turístico e poderia, de fato, transformar-se em um spa de alto nível com um bom investimento.

 

 

A vista é maravilhosa e deve ser de tirar o fôlego no inverno, quando as montanhas e o entorno das piscinas estão cobertos de neve.

Na primavera e no verão, contudo, a paisagem fica bem árida e poeirenta.

O lugar é bem rústico e não conta com um bar ou um simples quiosque para lanches rápidos. Então, não há opção alguma de comida.

 

 

Além disso, os banheiros e vestiários são bem rústicos, pouco higiênicos e os chuveiros não têm água quente.

Então, é preciso um certo desprendimento (e coragem) para encarar um banho frio antes de colocar a roupa limpa para continuar o tour.

Como não há um bom acesso às piscinas, pois o caminho é bem estreito e acidentado, a atração também não é indicada para quem tem problemas de locomoção.

 

 

Lamentavelmente, também não há lockers para armazenar os pertences durante a permanência no complexo.

Isso pode parecer um mero detalhe, mas o entorno das piscinas fica um pouco desorganizado, já que é preciso transportar os pertences de uma piscina para outra.

Em resumo, é uma atração interessante, que rende boas fotos e que complementa o restante do tour.

Porém, se você é uma pessoa mais exigente, talvez não curta muito a visita.

 

 

La Picá de Tonito

 

No Caminho para as Termas de Colina, há um pequeno estabelecimento, bem rústico, que se destaca na paisagem árida das montanhas: La Picá de Tonito.

 

 

Na ida para o complexo, nosso solícito guia Andrés avisou que voltaríamos para conferir as empanadas produzidas no local.

No retorno, paramos para um almoço simples, mas delicioso.

As empanadas de carne estavam fumegantes, recém saídas do forno. As de queijo, eram fritas na hora.

 

 

Não havia outras opções, pois era uma terça-feira. Entretanto, Andrés comentou conosco que aos finais de semana, a costela ao forno preparada no local é bem disputada.

Lógico que, por se tratar de um estabelecimento muito simples, o pagamento só pode ser feito em dinheiro vivo.

 

Cascata El Yeso

 

O deslocamento de cerca de 50 quilômetros entre as Termas de Colina e a Cascata El Yeso também durou cerca de uma hora e meia, pois a estrada é bem sinuosa e a região fica a 3.000 metros do nível do mar.

Porém, a paisagem ao longo do caminho é linda e a beleza se intensifica conforme se vai chegando ao destino.

 

 

Infelizmente, não é mais possível fazer a caminhada de dois quilômetros que liga o mirante da cascata à lagoa El Yeso.

Porém, é possível aproveitar o lugar, caminhar até a base do rio e curtir um show de visual.

 

Piquenique com vista para a Cordilheira dos Andes

 

Após permanecermos cerca de uma hora curtindo o complexo da Cascata El Yeso, chegou a hora do tão esperado piquenique!

Preparado com capricho pelo guia da Destino Chile, em um dos quiosques com vista para a Cordilheira dos Andes, fechou com chave de ouro o nosso tour.

 

 

 

Com uma grande variedade de queijos, frutas, petiscos e regado a vinho Concha y Toro, o piquenique foi um sucesso entre os participante que, após passar o dia todos juntos, já estavam mais do que entrosados.

 

 

Andrés mostrou-se um guia atencioso e competente durante todo o tour, mas foi na hora do piquenique que pudemos desfrutar de sua alegre companhia.

Até um molho com redução de vinho para combinar com os queijos e torradinhas ele trouxe pra gente! Preparado por ele mesmo, acredita? Muito querido!

 

Créditos da foto: Guillermo Troncoso by Guillefotografia.

 

Vale a pena ir ao Cajón del Maipo?

 

Veja, esta é uma questão muito particular e que varia de acordo com as expectativas de cada um.

De fato, o grande atrativo da região era mesmo conhecer o Embalse El Yeso, que não está mais disponível por uma determinação das autoridades.

De modo que todas as agências e receptivos precisaram adaptar seus roteiros.

Algumas, incluindo a Destino Chile, disponibilizam um tour a Portillo para atender à demanda daqueles que desejam conhecer uma lagoa entre as montanhas.

Entretanto, Cajón del Maipo tem sua beleza. Por grande parte do trajeto, você terá uma vista constante da Cordilheira dos Andes.

Agora, é preciso ter em mente que é um tour de dia inteiro e que boa parte dele é passado dentro de uma van.

Além disso, aventura não fará parte do roteiro, pois os trechos de caminhada são mínimos. Isto porque o tour é mais contemplativo.

 

Somente nas Termas de Colina você terá um pouco de atividade, por assim dizer. De qualquer forma, o contato com a natureza será constante.

E se você nunca esteve em uma região montanhosa em um lugar frio, é uma experiência diferente, pois mesmo nos meses mais quentes, você verá neve nos picos das montanhas.

Eu, sinceramente, gostei do tour. E, apesar de o deslocamento ter sido cansativo, foi interessante visitar uma região de uma belexa tão exuberante e, ao mesmo tempo, tão próxima de Santiago, com todas as características de uma capital.

 

Como planejar o tour Cajón del Maipo 2 em 1 com a Destino Chile?

 

A Destino Chile possui um website com todos os serviços oferecidos e com opções de compra direta on-line ou por atendimento através de e-mail e WhatsApp.

Através do link do tour Cajón del Maipo 2 em 1, você consegue acessar o calendário fornecido pela empresa para consultar as disponibilidades e realizar o seu agendamento.

Todo o processo é bem descomplicado e o site tem o selo de certificação para uma compra segura.

A reserva para este ou qualquer outro tour pode ser feita durante o planejamento de sua viagem ou já no destino, já que a tempo de resposta da empresa é bem rápido.

 

Agradecimentos

 

Participei do tour Cajón del Maipo 2 em 1 a convite da empresa Destino Chile. Entretanto, é importante ressaltar que, apesar da parceria, todas as opiniões e comentários deste post são impressões genuínas de uma blogueira experiente, acostumada a visitar diversas atrações em todo o mundo e que sabe avaliar a qualidade dos serviços prestados.

Assim, cumprindo com o compromisso de transparência do blog, sinto-me totalmente confortável em recomendar a Destino Chile como uma alternativa confiável e conveniente para visitar os pontos turísticos do Chile com conforto e segurança.

 

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.