5 Comentários

Como é a viagem no famoso trem para Machu Picchu? Saiba o que esperar da experiência, como comprar passagem com desconto e como planejar o seu deslocamento para visitar a cidade perdida dos incas!

Trem para Machu Picchu da empresa Peru Rail

 

Quando eu estava planejando minha viagem para o Peru, uma das minhas grandes dúvidas era qual seria a melhor maneira de chegar a Machu Picchu

Afinal, há opções para todos os tipos de viajantes: os aventureiros, os econômicos, aqueles que buscam uma experiência mais luxuosa e diferenciada etc.

E, após muita pesquisa, cheguei à conclusão de que o trem para Machu Picchu seria a maneira mais prática, segura e confortável de chegar até lá.

De modo que resolvi embarcar neste tipo de viagem. Vem comigo que eu vou contar passo a passo como é ir de trem de Cusco para Machu Picchu.

 

Como chegar a Machu Picchu?

 

Bem, a primeira coisa que você precisa saber é que existem várias maneiras de se chegar a Machu Picchu.

Entretanto, qualquer que seja a sua escolha inicial, na última etapa você só terá duas opções: pegar um ônibus ou cumprir o trajeto a pé.

Isto porque o santuário de Machu Picchu fica no topo de uma montanha, cujo acesso por transporte coletivo só é realizado pelos ônibus credenciados que partem do vilarejo de Aguas Calientes, destino final para quem chega de trem.

Eu, honestamente, pesei os prós e contras, analisei o custo x benefício e cheguei à conclusão que ir de trem seria a maneira mais adequada para o meu perfil de viajante.

 

Como é a viagem de trem para Machu Picchu?

 

O tipo de experiência que você vai ter vai depender do valor que você quer disponibilizar.

Os valores das passagens de trem para Machu Picchu oscilam de acordo com o local e o horário de embarque.  São muitas as variáveis!

Além disso, existe a possibilidade de combinar dois meios de transporte para completar o deslocamento (ônibus ou van + trem). Embora adicione um trâmite a mais, pode diminuir o custo e a duração da viagem.

Basicamente, há quatro estações ferroviárias onde você poderá embarcar para ir até Aguas Calientes, base para quem visita Machu Picchu.

Você pode optar por embarcar em Cusco, principal cidade da região. Ou, ainda, em Poroy, que fica na área metropolitana.

Agora, é bom atentar para dois detalhes importantes: a estação de Poroy fica a cerca de 25 minutos do centro de Cusco.

Chegar até lá vai exigir que você pegue um táxi ou carro de aplicativo, o que vai acarretar uma despesa a mais. Além disso, na época das chuvas (de janeiro a abril), os trens não partem da estação de Poroy.

Se você já estiver no Vale Sagrado, uma boa alternativa é pegar o trem em Ollantaytambo. Inclusive, eu até cogitei passar uma noite na cidade, já que há locais turísticos para conhecer na região. No entanto, acabei desistindo da ideia.

Alternativamente, é possível embarcar em Urubamba, mas esta estação não é turística e, via de regra, é utilizada mais pela população local.

 

Quantas horas de trem de Cusco a Machu Picchu?

 

Deslocamentos em trens panorâmicos costumam ser lentos. Afinal, a viagem é o passeio! Eu já tinha feito uma viagem do tipo, entre Curitiba e Morretes que é, inclusive, uma das grandes atrações turísticas do Paraná. Eu conto sobre a experiência em outro post aqui do blog.

O percurso de trem entre Cusco e Aguas Calientes dura cerca de quatro horas. Não que elas estejam distantes, já que apenas 106 quilômetros separam as duas localidades.

Entretanto, o tipo de topografia da região exige que o trem faça várias manobras para viabilizar o deslocamento em uma região de montanha.

Além disso, boa parte do percurso permite contemplar um show de paisagem. De modo que seria uma pena passar em alta velocidade. A ideia é sentar, relaxar e aproveitar a vista!

 

Créditos da foto: Pixabay

 

Quanto custa o trem de Cusco para Machu Picchu?

 

Duas empresas operam os trajetos de trem para Machu Picchu: a Inca Rail e a Peru Rail. Eu, sinceramente, não consigo apontar grandes diferenças entre as duas, que parecem oferecer serviços e padrões de conforto bem semelhantes nas mesmas categorias.

De qualquer maneira, as passagens de trem para Machu Picchu, certamente, estarão entre as despesas mais caras da sua viagem.

Os preços podem variar desde 50 até mais de 500 dólares (por pessoa e por trecho), dependendo do horário e do grau de conforto escolhidos.

Eu acabei optando pela Peru Rail porque queria sair de Cusco e os horários estavam mais de acordo com as minhas necessidades.

 

Como comprar as passagens de trem para Machu Picchu?

 

Tanto a Inca Rail quanto a Peru Rail possuem descritivos bem completos sobre o que esperar de cada uma das alternativas. Contudo, infelizmente, os dois sites só disponibilizam informações em Espanhol e Inglês.

Uma opção viável para baratear o custo final do passeio é adquirir o sistema bimodal, oferecido pelas duas empresas.

Neste caso, o trecho entre Cusco e Ollantaytambo é feito de ônibus (a parte menos interessante do trajeto) e a parte final é feita de trem.

Além disso, é possível achar boas ofertas comprando com antecedência, pois existem alguns descontos significativos dependendo do dia e horário escolhidos.

E, finalmente, uma boa dica é ficar de olho nas promoções da Black Friday (última sexta-feira de novembro) e da Cyber Monday (a segunda-feira subsequente).

 

Tipos de experiência

 

As duas empresas peruanas que operam o sistema de trens entre Cusco e Machu Picchu oferecem diferentes tipos de experiência, que vão desde as menos até as mais sofisticadas.

Os preços variam de acordo com o grau de conforto da composição: tipo de poltronas, tamanho e formato das janelas panorâmicas e serviços oferecidos a bordo.

A Inca Rail oferece seis tipos de experiência:

  • The Private
  • The First Class
  • The 360०
  • The Voyager Premium & Lounge
  • The Voyager Premium
  • The Voyager

A Peru Rail oferece apenas três tipos de serviços:

  • Hiram Bingham
  • Vistadome
  • Expedition

 

Minha experiência com o Vistadome

 

Minha escolha para ir de Cusco a Machu Picchu de trem foi o Vistadome, oferecido pelo Peru Rail.

Resolvi investir neste tipo de experiência porque, pelas fotos, achei o tipo de vagão muito confortável.

Além disso, as imensas janelas, certamente, ofereceriam uma visão panorâmica do percurso.

 

Trem para Machu Picchu da empresa Peru Rail

 

De fato, não me decepcionei nem um pouco com relação a esses aspectos. Entretanto, achei que não valeu o custo x benefício. Honestamente, teria sido melhor ter optado pela composição mais barata.

Primeiro, porque eu tinha lido sobre a experiência em vários blogs e estava com uma grande expectativa. Especialmente, com relação ao entretenimento a bordo..

O Passeio de Trem Maria Fumaça, por exemplo, no Rio Grande do Sul, ganha de longe neste aspecto!

Segundo porque, por conta da pandemia de COVID-19, não houve serviço de bordo. Então, o trajeto de Cusco para Machu Picchu pareceu mais longo e cansativo ainda.

Principalmente porque o uso de duas máscaras ou de uma máscara do tipo KN95 era obrigatório.

 

 

Finalmente, como o meu retorno para Cusco foi à noite, só pude desfrutar de uma poltrona mais confortável, já que estava o maior breu do lado de fora e não dava para ver coisa alguma da paisagem!

Para piorar a situação, optei pelo serviço bimodal, o que significou a troca do trem por um ônibus ao chegar a Ollantaytambo.

Resumindo: a volta foi penosa, demorada e o “entretenimento” extremamente sem graça. Consistiu basicamente de uma apresentação de uma personagem mascarada, trajando roupas típicas, que dançou  com alguns passageiros por alguns minutos  pelos corredores.

Seguido por um “desfile de modas” realizado por dois funcionários da companhia, que depois passaram com um carrinho oferecendo os produtos para venda.

 

Viagens de trem pelo mundo

 

Eu gosto, realmente, de viajar de trem! Assim, sempre que o sistema ferroviário é bom e confiável, esta é a minha escolha de meio de transporte em viagens.

Já andei em tudo quanto é tipo de trem: desde os mais tradicionais, até os mais modernos.E sempre me empolgo e surpreendo com a experiência.

Acho muito relaxante apreciar a paisagem durante os deslocamentos. Também considero uma forma de imersão na cultura e no modo de vida locais, já que é um sistema que atende os cidadãos, de um modo geral. A gente, como turista, acaba sendo mais um no meio do povo!

Mas será que existem outras razões que movem as pessoas a se deslocar de trem? Este foi o tópico do post da Olivia, autora do blog Olivia Garimpando Por Aí.

E como estou sempre em busca de novos destinos para conhecer de trem, fui procurar inspiração nos blogs de autores cujo trabalho eu admiro.

Nesta busca, encontrei alguns artigos muitos interessantes, como o Roteiro de trem pelo Algarve, publicado pela Lilian no blog Uma Senhora Viagem.

Também achei o Roteiro de trem pelas Cinque Terre, escrito pela Adelaide Pereira para o Turista Imperfeito, um post imperdível!

E, finalmente, matei as saudades da linda Estação de Trem de Antuérpia ao ler o post publicado pela Gisele Prosdocimi em seu blog Destinos Por Onde Andei.

 

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

5 thoughts on “Trem para Machu Picchu: dicas, estações e muito mais!”

  1. Regina, que lindo esse trem para Machu Picchu! Esses janelões permitem apreciar a paisagem que é fantástica com um riozinho correndo próximo à ferrovia. Que pena a volta ser de noite! A pandemia provocou tantas mudanças chatas, não é?
    Nós fomos de Cusco a Águas Calientes de trem com janelões bem grandes. Dormimos em Águas Calientes e no dia seguinte fomos bem cedo de ônibus para Machu Picchu. Fizemos a visita, descemos de ônibus, pegamos a bagagem no hotel e voltamos de trem para Cusco.
    Gostei muito de saber de sua experiência e avaliação

    1. Oi. Lilian! Muito obrigada pela leitura. Pois é… a pandemia mudou tudo, mesmo. Com certeza, minha experiência teria sido diferente se eu tivesse viajado em outra época. Na verdade, tudo estava planejado para maio de 2020, mas a COVID adiou meus planos (e virou a vida de todo mundo de cabeça pra baixo!). Mas, tudo bem. Aproveitei o que deu. Grande beijo!

  2. Que maravilha de viagem! Machu Picchu é um dos meus sonhos, um destino daqueles que enchem os olhos e, na minha opinião, a viagem de trem completa a experiência.
    Obrigada pelas dicas!
    Até a próxima

  3. Esse destino já está na minha lista de desejos há muito tempo e também quero ir de trem para Machu Picchu, mas tenho curiosidade de fazer a trilha. Acho que vou ter que ir mais de uma vez, já tenho uma boa desculpa hehe
    Beijos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.