Sem Comentários

Copacabana é um destino brasileiro com destaque internacional há muitas décadas e faz parte da lista de desejos de milhões de viajantes de todas as partes do mundo. Saiba o que fazer em Copacabana, um bairro que tem muito a oferecer, além de sua praia maravilhosa e de seu emblemático calçadão!

 

Localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro e tendo como vizinhos os bairros de Ipanema, LemeBotafogo, Humaitá e a Lagoa Rodrigo de Freitas, Copacabana tem identidade própria e um estilo que é só seu.

Confesso que, apesar de morar há muitos anos no Rio de Janeiro, ainda estou criando mais intimidade com este bairro, pois só recentemente passei a frequentá-lo com mais regularidade.

Entretanto, Copacabana é aquele tipo de lugar que acolhe a todos e que faz você sentir vontade de fazer parte do todo e de chamá-lo de seu tão logo comece a conhecê-lo melhor.

Assim, como frequentadora assídua do bairro, quero compartilhar com você um pouco do fascínio que ele exerce sobre mim e dar as melhores dicas para você aproveitá-lo gastando pouco e se divertindo muito!

 

O que fazer em Copacabana?

 

É inegável que o maior atrativo para quem visita o bairro é sua famosa “Princesinha do Mar”, como ficou imortalizada a Praia de Copacabana.

Contudo, sendo um dos maiores bairros do Rio de Janeiro, Copacabana oferece muitas outras opções de lazer que não dependem – necessariamente – das condições climáticas.

O estilo de vida frenético e boêmio do bairro não vai lhe permitir ficar sem ter o que fazer, pois sempre haverá algo novo a descobrir e um cantinho charmoso a desvendar.

Então, não se preocupe tanto com a época ideal para visitá-lo, já que você vai encontrar o que fazer em Copacabana o ano inteiro.

Seja você alguém do tipo que gosta de madrugar para praticar esportes ou do que compra o pão para o café da manhã na volta da balada, pode apostar que o tédio não vai lhe fazer companhia durante a sua estadia.

Durante o dia, você poderá escolher entre as muitas opções esportivas nas areias e no mar de Copacabana.

E a qualquer hora do dia e varando a madrugada, você vai poder desfrutar de bares, lanchonetes, cafeterias  e restaurantes, que estão sempre movimentados.

 

O que fazer em Copacabana além de curtir a praia?

 

  • Conferir o show de paisagem a partir do Mirante do Leme
  • Tomar um chopp gelado em um dos quiosques do Calçadão de Copacabana
  • Caminhar pelo icônico Calçadão de Copacabana
  • Visitar o Forte de Copacabana e o Museu Histórico do Exército
  • Conferir as delícias da Confeitaria Colombo
  • Fazer uma selfie com as estátuas de Carlos Drummond de Andrade e de Dorival Caymmi
  • Comprar peixe fresquinho na Colônia dos Pescadores
  • Garimpar preciosidades na Feira de Artesanatos da Avenida Atlântica
  • Desfrutar da Gastronomia de Copacabana
  • Prestigiar as esculturas de areia dos artistas locais

 

 

A Praia de Copacabana

 

A Praia de Copacabana dispensa apresentações. Afinal, é a praia mais famosa do Brasil e uma das mais conhecidas do mundo!

A Praia de Copacabana tem quatro quilômetros de extensão com início no Posto 1 (localizado no bairro do Leme) e término nas proximidades do Forte de Copacabana (Posto 6).

 

Forte de Copaccabana

Canto direito da praia, com o Forte de Copacabana ao fundo.

 

Na realidade, oficialmente, ela começa no Posto 2, mas por não haver nenhuma barreira física entre os bairros de Copacabana e Leme, suas faixas de areia se fundem e criam um cenário paradisíaco único.

Um dos grandes diferenciais da orla de Copacabana é, sem dúvida, seu icônico calçadão. Construído com pedras portuguesas pretas e brancas, seu contorno inconfundível é uma representação majestosa das ondas do mar. Impossível não se apaixonar!

Toda a orla da Praia de Copacabana é perfeita para uma caminhada, uma corrida, ou para pedalar. Inclusive, há estações de bicicletas para alugar em vários pontos do bairro.

Com relação à faixa de areia, ela é bem mais larga do que as das praias de Ipanema ou do Leblon, por exemplo. De modo que acaba lotando menos do que as outras (ou pelo menos é essa a sensação!).

A Praia de Copacabana concentra todo tipo de público, que acaba se dividindo entre os postos de salvamento, todos com estrutura de banheiros e chuveiros (com valores bem acessíveis) para atender bem aos frequentadores.

 

Praia de Copacabana em um domingo de sol.

 

Segurança

 

As águas da Praia de Copacabana também são, relativamente, tranquilas. Especialmente quando comparadas às águas da Praia do Arpoador.

O mar entre os postos 5 e 6 é o mais calmo de todos. Não é à toa que ali, bem no cantão direito da Praia de Copacabana, ficam localizadas as escolinhas e as empresas de aluguel de stand-up paddle.

 

Standup paddle na Praia de Copacabana

 

Todavia, é importante ressaltar que o mar carioca é famoso por suas correntes e por sua ressaca. De modo que, especialmente se você é marinheiro(a) de primeira viagem na Cidade Maravilhosa, é fundamental observar as bandeiras indicativas fincadas ao longo das praias. Não raro elas estão vermelhas e, neste caso, fique longe do mar.

Eu mesma já presenciei um complicado resgate de banhistas, feito com o helicóptero do Corpo de Bombeiros. E eles estavam bem próximos da faixa de areia! Então, todo cuidado é pouco. Principalmente, com crianças.

 

Infraestrutura

 

Toda a orla da Praia de Copacabana é servida de quiosques reformados e padronizados, com excelente infraestrutura e cozinha subterrânea.

De maneira que eles estão bem equipados para o preparo de refeições, que acabam tendo um ótimo custo-benefício.

Além disso, eles possuem banheiros, chuveiros e armários com cadeados que podem ser alugados. Alguns possuem, também, caixas eletrônicos.

 

Quiosques da Praia de Copacabana.

 

Como chegar à Praia de Copacabana usando transporte público?

 

A Praia de Copacabana pode ser facilmente acessada através de transporte público, uma vez que muitas linhas de ônibus partindo de vários pontos da cidade atendem à região.

Entretanto, a maneira mais fácil e rápida de acesso é, sem dúvida, o metrô.

Devido à grande extensão de faixa de praia, os acessos podem ser feitos a partir das três estações de metrô que atendem ao bairro.

Assim, a estação de metrô Cardeal Arcoverde é a mais próxima do canto esquerdo da praia. Localiza-se a duas quadras do Posto 2 e tem como referência o famoso Copacabana Palace.

Já a estação Siqueira Campos é a mais indicada para quem quer ficar entre os posts 3 e 4. Importante ressaltar que esta estação também tem uma saída pela Rua Figueiredo Magalhães. Contudo, não se preocupe: ambas são perpendiculares à orla da praia e não tem muito como errar o caminho.

Finalmente, a estação Cantagalo – apesar de estar a quatro quadras da praia em si, é a mais próxima para quem quer ficar entre os postos 4 e 5.

 

Gastronomia em Copacabana

 

Copacabana tem uma enorme variedade de opções gastronômicas, que vão de bares e lanchonetes bem simples até os mais requintados restaurantes.

Para refeições rápidas, você encontrará diversos estabelecimentos pois, praticamente, em toda esquina haverá alguma alternativa com preços acessíveis.

Você poderá, também, escolher entre nomes de grandes redes ou as joias do bairro, que contam com uma clientela cativa e de longa data!

 

 

Confira alguns dos estabelecimentos mais emblemáticos do bairro:

  • Bar do Adão
  • Beco das Garrafas
  • Boteco Belmonte
  • Botequim Informal
  • Cervantes
  • Churrascaria Palace
  • Manuel & Juaquim – Bar e Botequim
  • Os Imortais
  • Pavão Azul
  • Zagga Pizza Bar

 

Vida Cultural em Copacabana

 

Copacabana tem uma vida cultural bem intensa, com uma gama bem variada de teatros e espaços culturais importantes para a cena carioca.

Entre as casas de espetáculo, destacam-se os teatros Glaucio Gill e Princesa Isabel. Assim como a Sala Municipal Baden Powell e o Theatro Net Rio.

Copacabana também conta com salas de cinema. O Cinema Roxy, inaugurado em 1938, fica na Avenida Nossa Senhora de Copacabana e é um ícone do bairro.

 

Vida Noturna em Copacabana

 

O agito noturno de Copacabana fica por conta dos bares e restaurantes, de algumas de salas de espetáculo e de casas noturnas, como as localizadas no Beco das Garrafas.

Há inúmeras opções de bares para petiscos e um bom chopp gelado, entre eles os tradicionais Boteco Belmonte, Botequim Informal e Os Imortais (eleito diversas vezes o melhor de Copacabana e participante de edições do concurso Comida di Buteco).

Entretanto, há muitas outras opções, sem o apelo dos grandes nomes, mas com deliciosas iguarias e chopp igualmente gelado. Honestamente, as alternativas para qualquer bolso e gosto não faltam em Copacabana.

Se você quiser opções mais requintadas, poderá optar por um happy hour em um dos lounges em rooftops dos principais hotéis da orla, como o Deck Bar do Pestana Rio Atlântica ou o Moon Lounge do JW Marriott, por exemplo.

 

Onde ficar em Copacabana?

 

Você encontrará todo tipo de hospedagem em Copacabana: desde as opções mais acessíveis, como albergues e acomodações do AirBnB até os hotéis sofisticados, como o JW Marriott, o Hilton e o incomparável Copacabana Palace.

 

 

Há, também, uma gama de hotéis com preços mais acessíveis. E, finalmente, existe uma grande variedade para locações de temporada, como o apartamento que eu administro.

Se você quiser ficar lá, de quebra, ainda receberá muitas dicas dessa sua blogueira amiga durante a sua hospedagem.

Importante ressaltar que, para garantir sua hospedagem com ótimo custo-benefício em Copacabana, reservar com antecedência é o melhor investimento, pois o bairro é um dos mais procurados do Rio de Janeiro.

Principalmente para o Réveillon, já que o show da virada está entre os mais famosos do mundo. Assim como para o Carnaval, visto que inúmeros blocos desfilam pelo bairro nas semanas que antecedem o feriado.

 

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Categorias: Rio de Janeiro

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *