Existem hábitos irritantes durante viagens. E o pior de tudo: quem os possui, muitas vezes nem tem ideia do quanto eles podem ser incômodos!

É verdade que viajar possibilita conhecer novas culturas e hábitos. Porém, muitas vezes, algumas atitudes podem causar espanto, ou mesmo irritação, em pessoas que pensam e se comportam de maneira diferente.

E eu nem vou entrar no mérito religioso. Focarei somente no convívio social, mesmo.

Fato é: muitas vezes, nem percebemos que dada atitude nossa irrita o outro. E vice-versa. Assim, muita gente nem nota o desconforto que pode causar aos que estão ao seu redor.

Então, resolvi compilar alguns dos hábitos que me aborrecem durante uma viagem. Ou, mesmo, na vida cotidiana.

1. Furar fila

Acho que 10 entre 10 pessoas concordam que furar fila é algo irritante. Ainda que, de vez em quando, quase todo mundo fure uma!

Quer coisa mais chata do que você estar esperando – pacientemente ou já a ponto de surtar – e alguém passar na sua frente com a maior cara lavada?

Seja no buffet de um restaurante, na hora do embarque em um avião ou, simplesmente, para pagar um souvenir em uma loja. Quem fica pra trás, não fica indiferente!

Nunca me esqueço da fila homérica que peguei no aeroporto de Schiphol, quando tive um voo cancelado. Contei o perrengue em outro post aqui do blog!

2. Deixar sujeira em espaços compartilhados

Pode parecer muito óbvio e automático o conceito de que “comeu/acabou/limpou”, mas nem sempre a regra é aplicada.

Hábitos irritantes durante viagens: deixar sujeira em lugares públicos

Quem nunca tirou restos de comida e utensílios de cima da única mesa disponível em uma praça de alimentação, que atire o primeiro guardanapo!

3. Não usar desodorante

Tudo bem que viajantes costumam ficar o dia todo pra lá e pra cá sem  a oportunidade de voltar ao hotel até a hora de encerrar os passeios. Mas, aguentar cheiro de sovaco é uma das coisas mais difíceis durante viagens!

Imagine a situação que aconteceu comigo neste meu último voo: o cidadão sentou ao meu lado, exalando todos os cheiros possíveis.

A caatinga era tanta, que chegou a me dar enjoo (isso, às 10:00 da manhã!).

Logo pensei “meu Deus, vai ser missão aturar esse cara do meu lado por 11 horas”.

Mas os anjos cheirosinhos ouviram minhas preces e ele mudou de lugar após a decolagem. Ufa! Escapei do cheirinho e ainda ganhei o espaço ao lado livre o restante da viagem.

4. Falar muito alto em lugares públicos

Mais uma vez, quem nunca participou de uma algazarra conversa muito animada em viagens, que atire o primeiro protetor de ouvidos.

Créditos da foto: Pixabay.

Afinal, é impossível não falar alto, rápido e muito quando se está em grupo. Principalmente, se você estiver se divertindo muito. Em qualquer idade, você traz a sua própria excursão escolar!

Imagine este grupitcho aqui em um roteiro de 4 dias em Estocolmo!

Mas, a verdade é que, se você está de fora da brincadeira, o vuco-vuco acaba lhe enlouquecendo!

5. Usar o telefone celular durante espetáculos

Acho que de todos os hábitos irritantes durante viagens, este é – de longe – o que mais impacta o meu humor.

Imagine a situação: você paga uma grana preta para ter uma experiência de viagem marcante (cada Euro valendo R$4,40 na cotação de hoje).

De repente, a criatura sentada à sua frente, está completamente abduzida nas mídias sociais. Aquele brilho da tela na sua cara, tirando o foco do espetáculo. O que você tem vontade de fazer?

Semana passada, fui a um jantar bacanudo combinado com um concerto de Mozart. Um cara na primeira (e mais cara) mesa, checava seu celular sem o menor constrangimento, enquanto o cantor de ópera  se apresentava, bem à sua frente.

O artista, percebendo o que acontecia, “convidou-o” a participar do espetáculo. O indivíduo, então, teve que marchar e reger a orquestra. Foi uma gargalhada geral!

Ele até entrou na brincadeira e, aparentemente, curtiu a participação especial. Mas pagou o mico das galáxias na frente de muita gente que se sentiu “vingada”.

6. Gritar ao celular em transporte público

Será que eu sou muito chata? Será que só eu me incomodo com isso? Mas, confesso: uma coisa que me irrita é tentar ler, escrever ou dormir e a alma abençoada ao meu lado resolver que está com tempo livre e que o melhor é aproveitá-lo para ligar pra Deus e o mundo.

Pior: achar que está falando baixo, quando o ser do outro lado do Atlântico quase que pode escutá-lo sem o aparelho!

Aliás, você sabia que, na Holanda, trens de longa distância tem um vagão chamado “stilte”?

Isso significa que ali não é permitido conversar ou fazer barulho, pois ele é reservado para pessoas que desejam silêncio durante a viagem.

Claro que nem todo mundo respeita a regra, mas quem se incomodar está no direito de pedir silêncio. E o holandês, normalmente, não tem o menor constrangimento em se levantar e pedir para alguém fechar a matraca.

7. Ouvir música sem fone de ouvido em transporte público

No Brasil, é algo super comum: você está no metrô, por exemplo, e a pessoa ao lado resolve assistir a um episódio de “Porta dos Fundos”. Aí a galera toda em volta participa do momento TV Comunitária.

Créditos da foto: Pixabay.

Na Europa, tal atitude é super mal vista. Inclusive, em muitos trams e ônibus, há sinalização proibindo a prática.

8. Consumir alimentos com cheiro forte em transporte público

Viajar roendo é uma delícia! Quem não curte uma barra de chocolate pra aguentar a barra de ficar sentado por várias horas?

Mas tem gente que leva o conceito de snack para um next level e traz o almoço à base de curry , sobremesa à base de jaca e outras opções gastronômicas culturais.

Daí, você ganha o bilhete premiado para participar da parte “olfativa” do banquete do coleguinha.

E por falar em jaca, existe uma fruta muito semelhante chamada durian, na Malásia.

O cheiro que ela exala é tão forte, que ela é proibida em táxis, hotéis e, até mesmo, em aeroportos.

Créditos da foto: Pixabay.

Em muitas cidades europeias, é proibido comer em ônibus e trams. Melhor prestar atenção ao sinais para não tomar bronca do motorista. Eu já vi um episódio desses na Holanda.

9. Parar no controle de bagagens para se vestir

Tudo bem que é sacal quase ficar pelado tirar casaco, bota, cinto, para poder passar no controle de segurança dos aeroportos. Contudo, tem gente que exagera na falta de noção na hora de recolher seus pertences da esteira.

Ao invés de pegar a sua bandeja e ir se recompor na área designada para isso, a beldade resolve se montar de novo ali mesmo, deixando que as bandejas se acumulem na esteira, até que ela resolva sair do meio do caminho.

10. Não respeitar a sequência de embarque nos aviões

As companhias aéreas têm feito um bom trabalho, no sentido de organizar a sequência de embarque nas aeronaves.

De modo que as prioridades existem para garantir que idosos, pessoas com necessidades especiais ou com crianças tenham um embarque mais tranquilo.

Da mesma forma, a prioridade existe para que viajantes frequentes da companhia, ou viajando na Business Class tenham um embarque preferencial.

Mesmo assim, muitos passageiros não entendem a sequência e saem atropelando todo mundo, causando um caos desnecessário.

Como lidar com os hábitos irritantes durante viagens?

Enumerando os maus hábitos dessa forma, parece que sou uma chata de galocha, reclamando de tudo o tempo todo.

Entretanto, procuro não me irritar com essas folgas, que são frequentes, tanto em viagens quanto no cotidiano.

Procuro sempre respirar fundo e pensar que, qualquer que seja o incômodo, será algo passageiro, do qual nem me lembrarei no dia seguinte.

Não arrumo confusão por conta desses comportamentos. Apenas, procuro observar como diferentes indivíduos ou grupos culturais distintos se comportam na coletividade.

E para você? Quais desses hábitos irritantes durante viagens mais impactam a sua experiência em um destino? Os hábitos que citei são muito ou pouco irritantes para você? Ou você nem se dá muita conta deles? Que outros hábitos antissociais que eu não listei aqui você acrescentaria à lista?

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Compre seus ingressos em Português e sem complicação!

Categorias: Dicas de Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: