6 Comentários
Viajar com o pet: eis a questão! Às vezes, o grande problema ao programar uma viagem é resolver a situação do bichinho da família. Para os que não têm, a solução é muito simples. E as sugestões das mais descabidas: ”ah, deixa comida e água” ou “paga alguém para ir lá colocar comida e água”. Contudo, para nós que consideramos o pet um membro da família, esse momento é de crise existencial! O que fazer? Com quem deixar? Devo levar? Devo desistir da viagem?

Categorias: Dicas de Viagem

Tags:

6 thoughts on “Como viajar para a Europa com o seu pet? (atualizado em agosto de 2017)”

  1. Oi!
    Por favor, me ajude
    Para ir da Europa (Itália, no caso) para o Brasil, precisa fazer a sorologia da raiva?
    Meu cachorrinho nasceu aqui e preciso leva-lo para o Brasil em fevereiro

    1. Oi, Gigi! Tudo bem? Você pretende levá-lo de volta para a Europa (vem de férias) ou está de mudança para cá? Se você pretende sair com ele do Brasil, vai precisar da sorologia da raiva. Se for ficar por aqui, a vacina antirrábica é o suficiente. Precisa só se certificar se a última dose foi dada a menos de um ano.
      Abraço,
      Regina

  2. Olá Regina, tudo bem?
    Em um outro post vc me ajudou com os procedimentos sobre como levar meu animal para o Brasil.
    Ficarei lá por 3 semanas, e para isso fiz os seguintes passos:
    Vacina anti rábica em dia, fiz um tratamento parasitário conforme exigido para o Brasil, fui ao NVWA e deu tudo certo!
    Duas perguntas para vc, caso saiba:
    Primeira – Segundo o NVWA, por eu ficar no Brasil por uma curta estadia ( 3 semanas) eu não precisaria pegar um atestado de saúde no Brasil para voltar para Holanda.
    Você tem conhecimento desta questão?
    Toda vez que você voltou para Holanda com o seu animal você precisou sempre passar lá na VIGIAGRO?
    Segunda – Entrei em contato com o consulado brasileiro e eles disseram que seria interessante apostilar os documentos no rechtspraak (Rechtbank), você fez isso também antes de sair da Holanda?

    1. Oi, Sarah! Obrigada por contribuir para esclarecer dúvidas de muita gente.
      Vamos lá: a primeira vez que eu vim com minha cachorrinha, recebi essa mesma orientação no NVWA. Eu vinha de férias, morando na Holanda. Foi a única vez que tive problemas. Essa orientação NÂO se aplica à saída do Brasil, pois as regras para a União Europeia são as mesmas. Tem, sim, que passar no veterinário, pegar o atestado de saúde e ir ao Vigiagro. Somente lá, você receberá o documento oficial para embarcar. Eu só confiaria nesta informação ligando diretamente para o Vigiagro. Se as regras não mudaram, eles vão confirmar esse procedimento.

      Quanto à informação do consulado, honestamente, eu não conheço. Saí da Holanda em dezembro com a minha cachorrinha e não precisei apresentar nada de diferente. Pode ser que hoje exista a necessidade. Peço desculpas, mas não tenho dados para lhe orientar com certeza. Se for um procedimento simples, faça. Será uma garantia a mais. Você pode, também, ligar para a companhia aérea e fazer um double check.

      Espero ter contribuído, de alguma forma. Abraço!

  3. Muito úteis todas as informações, obrigada por escrever. Também vou viajar com minha chihuahua. Pode me dizer onde comprou essa bolsa pra ela? Obrigada.

    1. Oi, Monique! Muito obrigada pela leitura e pela participação no post. Que legal saber que você também tem uma chihuahua! Essa bolsa eu comprei em uma pet shop aqui do Rio de Janeiro, mas já faz muitos anos. Hoje em dia, há modelos ainda melhores. O importante é você ficar atenta às dimensões máximas, para não ter problemas na hora de embarcar. Beijo e boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *