7 Comentários
Haia não é só uma cidade com grandes empresas, organizações internacionais e o Parlamento holandês. É, também, uma cidade com lindos parques e muito verde. Num desses parques, encontra-se um autêntico jardim japonês que data do início do século XX e que é o único do tipo existente na Holanda. Uma visita imperdível para amantes da cultura oriental.

O parque Clingendael

Um lindo espaço verde localizado entre Haia e Wassenaar, a pouco mais de dois quilômetros a pé da Den Haag Centraal Station (estação central de Haia). Você vai até se esquecer de que está em uma cidade com tanta importância política e econômica.

Arquivo pessoal (2015)

Mas o que faz o parque especial é a presença de um jardim japonês, construído no início do século XX e que, pela fragilidade de seus elementos, fica aberto ao público apenas algumas semanas por ano. Então, é o tipo de evento que quem está passando pela cidade não pode perder.

Jardim Japonês – Arquivo pessoal (2015)

O restante do parque, entretanto, funciona o ano todo e é um lugar delicioso para uma caminhada em meio à vegetação, ouvindo o canto dos passarinhos e contemplando o vai-e-vem dos esquilos…

Créditos da foto: Virgínia van Gessel – 2017

Um jardim japonês em Haia

E um pouquinho de história…

Em 1818, a família van Brienen comprou o parque que hoje podemos visitar. Anos mais tarde, a baronesa Marguerite Mary van Brienen (1871-1935) criou o jardim, inspirada nos autênticos parques japoneses. Essa apreciadora da cultura nipônica, mais conhecida como Lady Daisy, viajou muitas vezes ao Japão, trazendo de lá as lanternas, as pontes e outros elementos que lá se encontram.

Jardim Japonês – Arquivo pessoal (2015)

Em 1954, a propriedade foi comprada pela cidade de Haia e aberta ao público. Que sorte a nossa!

A visitação do jardim japonês

Por conta da fragilidade das espécies que o compõem, incluindo o musgo que cobre grande parte do terreno, o jardim só fica aberto ao público em duas épocas do ano: na primavera (entre o final de abril e meados de junho) e no outono (por duas semanas).

Jardim japonês no Parque Clingendael em Haia

Jardim Japonês – Arquivo pessoal (2015)

Confira o período e os horários de visitação para 2017:

Primavera (29/abril a 11/junho) : de 9:00 às 20:00

Outono (somente de 14 a 29 de outubro) : de 10:00 às 16:00

Como chegar ao parque Clingendael?

Usando transporte público

Para chegar lá, a melhor opção é pegar o ônibus 18 na Den Haag Centraal Station (estação central da cidade) e descer no ponto final (Laan van Clingendael), pois é o local mais próximo à entrada do parque pela Wassenaarseweg. Importante dizer que o parque é bem grande e que por essa entrada, são poucos minutos de caminhada até o jardim propriamente dito.

Arquivo pessoal (2015)

Você vai reconhecer na hora que está na entrada certa do parque. Eu fiquei encantada com a casinha que lá se encontra. Juro: parecia que eu estava num conto de fadas!​

Quem mora lá? A vovó da Chapeuzinho Vermelho? Ou a princesa Aurora e suas fadas-madrinhas? (Arquivo pessoal – 2015)

Usando transporte particular

É possível, também, ir de carro. Há muitas vagas na Wassenaarseweg. Porém, você precisa pagar €1,70 por hora no parquímetro da rua. E nem todo turista traz cartão Maestro, única forma de pagamento na máquina. E não aconselho ninguém a deixar o carro sem o tíquete, pois a multa é pesada e o controle é constante.

Endereço para seu navegador: Clingendael 12/ 2597VH /Den Haag

Se preferir ir a pé, o roteiro é bem gostoso e passa por áreas bem agradáveis da cidade. Totalmente possível a partir da estação central ou do centro da cidade.

Independentemente da forma que você escolha para chegar até lá, não deixe de visitá-lo. O lugar é de uma serenidade absoluta e, certamente, garantirá bons momentos por lá.

Extras para curtir o parque em qualquer época do ano

O jardim japonês fica aberto por curtos períodos, mas o parque é muito agradável e pode ser visitado o ano todo.

A linda propriedade que se encontra no centro do parque já passou por várias gerações e donos, mas hoje pertence ao governo holandês e funciona como sede do Instituto de Relações Internacionais.

Além do jardim japonês, também existem por lá um antigo parque holandês e um cemitério de cachorros, já que Lady Daisy (antiga proprietária do Clingendael) era apaixonada por esses seres lindos de quatro patas (já viu que eu também, né?!). Ela costumava enterrá-los sob um limoeiro e pode ser conferido ainda hoje.

Créditos da foto: Virgínia van Gessel – 2017

Curioso que ela não colocava lápides sobre os túmulos, com receio que pessoas mal intencionadas pudessem se esconder atrás delas. Daí apenas as marcações que podem ser conferidas diretamente no chão.

Aliás, o parque é dog-friendly e eu mesma já fui até lá com a minha amada canina várias vezes. Algumas áreas são proibidas, mas há avisos. O jardim japonês é um deles.

Arquivo pessoal (2016)

O parque conta com várias trilhas de caminhadas para você praticar  atividades físicas. Possui, também, uma ampla área onde as crianças podem brincar e um local específico onde famílias e grupos podem fazer piqueniques.

O Clingendael é famoso por seus parques e jardins. Um deles foi inspirado na arquitetura barroca dos jardins franceses e é uma pequena réplica do jardim projetado por André Le Nôtre para os Jardins do Palácio de Versalhes. Então, qualquer semelhança… não é mera coincidência. Vale a visita!

Créditos da foto: Virgínia van Gessel – 2017

Extras para curtir o jardim japonês na Primavera 2017

Nos dias 26, 27 e 28 de maio, acontecerá um concerto de piano ao ar livre em pleno jardim japonês. A ideia do espetáculo intitulado “rust em balans in je leven” (em tradução livre: tranquilidade e equilíbrio em sua vida) é mostrar que a música em contato com a natureza pode restituir a sua paz.

Arquivo pessoal (2015)

Na cultura japonesa, a proximidade com a natureza está intimamente ligada à paz de espírito e à serenidade e é justamente essa a proposta do evento: a harmonia e o equilíbrio do ser através da boa música em um ambiente lindo e verde.

Eu adoraria estar por lá e poder curtir. Se você for, conta pra mim! Haverá 4 edições por dia, começando na sexta-feira e terminando no domingo. Maiores informações sobre a programação, você encontra no site oficial do evento.

Horários: 11:00/13:00/15:00/17:00

Aproveite! É tudo grátis!

7 thoughts on “Um jardim japonês em Haia (atualizado em 2017)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

< ?php include_once("analyticstracking.php") ?>