Sem Comentários

Alicante é uma ótima opção para quem está planejando férias de verão. Cidade tranquila e de belas praias, é um ótimo destino para quem quer curtir uma cidade tipicamente espanhola. E foi pensando nisso que planejei a viagem, que não teve a motivação cultural que, normalmente, é a base da minha programação…

Fui com o objetivo de curtir o maridão, treinar para a corrida Paris -Versailles La Grande Classique que aconteceria no mês seguinte e aproveitar um pouquinho mais do verão no Mediterrâneo, já que visitei em agosto, auge do tempo bom!

Não fiz muita pesquisa, tampouco grandes planejamentos. Organizei o básico para garantir uma boa estadia: pesquisei a praia onde queria ficar e escolhi com critério o hotel e as facilidades que teria nas redondezas. Não poderia ter feito opção melhor. Foi uma ótima relação custo-benefício!

Um pouquinho de Alicante

É um dos maiores portos de cruzeiros da Espanha. E eu, curiosamente, não cheguei até lá de navio. Um detalhe que, de repente, consigo mudar no futuro! Fui de avião, partindo de Amsterdã. O voo – comprado pela Ibéria e operado pela Vueling – durou 2h35min.

O aeroporto L’Altet é, também, um dos mais movimentados da Espanha, ficando atrás somente dos aeroportos de Madri , Barcelona e Palma de Maiorca. Assim como os outros, que também conheço, é moderno, amplo e organizado, com boas opções de comida e lojas.

Deslocamento do aeroporto até a  Playa de San Juan

Optei por um táxi do aeroporto ao hotel, pois vi que o percurso não era longo. Apenas cerca de 17km separava os dois. O caminho, percorrendo em grande parte a orla marítima, deu uma bela ideia da distribuição das praias e da distância ao centro turístico.

A corrida de táxi na Espanha costuma ter um preço bem justo e os taxistas normalmente são cordiais e corretos. De modo que, com gorjeta e tudo, saiu €20,00 e menos de 30 minutos entre o desembarque e o check-in no hotel. Tudo muito prático e conveniente.

 Dica de hospedagem na Playa de San Juan

Optei pelo Holiday Inn Alicante Playa de San Juan. Pelas regras do hotel, o quarto só estaria liberado após às 16:00, mas eu havia pedido um early check-in. Então, em 15 minutos, conseguiram aprontar nossa acomodação. Durante toda a estadia, os funcionários do hotel foram muito gentis e solícitos.

Hotel muito bom, com ótima infraestrutura de piscina ao ar livre, bar com opções de comida leve e sanduíches, Wi-Fi grátis em todas as áreas e muito conveniente para quem viaja com crianças.

O único inconveniente – mas que para mim não foi um problema – é a distância até a praia: cerca de 800 metros. Então, apesar do nome, o viajante que quer ficar pertinho da areia, vai precisar procurar outra opção, pois não é uma caminhada tão curtinha assim…

Além das acomodações mais baixas – próximas à piscina – há um edifício com vários andares. Eu fiquei hospedada no quinto andar, em um quarto silencioso, amplo, com cama de casal e sofá-cama (ideal para famílias com crianças pequenas) e um ótimo banheiro.

E, se gostou desta opção, sabe que pode reservar pelo meu blog, sem custo adicional e com toda a comodidade e segurança, usando o meu parceiro Booking.com.

Playa de San Juan

A estrutura da praia de San Juan lembra bastante a Baixada Santista e o litoral Sul de São Paulo, com relação à composição. O calçadão é amplo, organizado, com espaço para correr e ciclovia, tudo bem ajeitado. Há muitos bancos ao longo do caminho, algumas áreas com brinquedos para crianças, tudo muito agradável e extremamente seguro.

É uma praia com boa extensão para corredores e com um mar de águas limpas e calmas, apesar do desnivelamento do terreno, que faz com que às vezes, perca-se um pouco da noção de raso e fundo. Não chega a ser uma praia de tombo, mas é bom ficar ligado, especialmente com as crianças.

Apesar de não ser mais o pico da temporada, a praia de fim de tarde ficava cheia de famílias com crianças. A impressão que deu é que o público era local. Primeiro, pela quantidade de falantes de Espanhol. Segundo, por ser tratar de uma área com muitos edifícios com aspecto residencial. Durante o restante do dia, a praia não ficava tão lotada, o que a tornava mais agradável ainda.

Como usar a estrutura da Playa de San Juan?

Tapas da cadeia de lanchonetes “100 Montaditos”

E para o  jantar, há boas opções de restaurantes que servem, inclusive, bacalhau…

Deslocamento da Playa de San Juan até o centro turístico

Para chegar da praia de San Juan ao centro turístico é super fácil: tem tram a cada meia hora – que passa na avenida paralela à praia. A compra do bilhete é simples, feita numa máquina que fica dentro do próprio veículo. Só precisa ficar atento a um detalhe: o bilhete só pode ser usado uma vez. Se você precisar mudar de linha ou descer, deve adquirir outro para usar o transporte novamente.

O centro turístico de Alicante

Como já havia mencionado, meu intuito em Alicante era aproveitar a praia. Para isso, a opção por San Juan não poderia ter sido melhor. Há, porém, uma praia mais badalada e próxima ao centro, chamada El Postiguet. É lá que se concentra o pessoal jovem, que vai para curtir com amigos e que quer ficar perto do centro turístico.

O local também é muito legal, mas para o que eu queria, não iria servir. Claro que havia, também, muitas famílias e casais por lá mas, pelo que percebi, a grande maioria era jovem e solteira.

Colada à praia de El Postiguet fica a Explanada de España, que é uma grande alameda com lojinhas típicas, bares e restaurantes, bem agradável e que deve ficar bem movimentada à noite. Há uma grande marina em frente e é um lugar bem interessante para passar horas despretensiosas e agradáveis.

Um lugar bem bonito para caminhar e tirar fotos…

Pelo que notei, não adianta chegar muito cedo, pois a maioria das lojinhas (na verdade, estilo barraquinhas de feira hippie) fica fechada até o final da tarde. Eu não tinha ideia disso e fui à tarde… mas foi bom, mesmo assim. Estava um lindo dia de sol e foi bem relaxante passear por lá.

Onde comer em Alicante?

Sessão “encosta sua cabecinha no meu ombro e chora”…

Gostaria de ter ficado pelo menos mais um dia por lá. Não só pelos atrativos óbvios: sol, praia, calor etc. Alicante tem uma ótima estrutura para o turismo. Fica próxima a Valência e Murcia, e teria sido muito legal alugar um carro e percorrer a região da Costa Blanca. Além disso, fiquei doida para conhecer a Isla de Tabarca, próxima e de fácil acesso a partir da marina, que fica pertinho da Explanada de España. Mas taí: nada de “chororô” nem “mimimi”! Nada que um verão futuro não possa corrigir. ​​

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *