9 Comentários

Nijntje, a coelhinha mais amada da Holanda, que já percorreu o mundo todo a bordo de incontáveis livros de Dick Bruna, ganhou um espaço interativo para crianças na linda cidade de Utrecht. O Nijntje Museum é um passeio imperdível para os pequenos leitores desta personagem encantadora e deste artista genial!

A primeira vez que eu tive contato com essa fofura foi no aeroporto de Amsterdã. Havia desembarcado, passei por uma loja de brinquedos e lá estava ela, em muitas versões e um traço comum: corpinho branco, olhinhos pretos e redondos e apetrechos nas cores primárias (azul, amarelo e vermelho). Foi paixão à primeira vista. Lembrei da Hello Kitty e do coelhinho da Turma da Mônica, mas logo esqueci do assunto.

Meses depois, já morando na Holanda, comecei a perceber que havia muitos produtos infantis relacionados a tal coelhinha: livros, produtos de vestuário infantil, brinquedos etc. Daí caiu a ficha: a Nijntje não era o Coelhinho da Mônica. Era a “própria” Mônica. E por que eu associo a Nijntje à Mônica? Porque é uma personagem atemporal, que conquistou pessoas de diferentes gerações e que continuará conquistando. Todo mundo conhece: é patrimônio nacional.

Um personagem que conquistou gerações

Um belo dia, um artista, ilustrador e designer gráfico estava de férias com sua família e avistou um coelhinho pulando pra lá e pra cá. Resolveu esboçar uns desenhos do alegre e serelepe animalzinho. Nascia ali, nos idos de 1955, a Nijntje de Dick Bruna, um gênio holandês que ficará para sempre guardado no coração de todos nós…

Nijntje Dick BrunaAliás, o nome da coelhinha de traçado de linhas grossas e simples vem da maneira como crianças holandesas pequenas costumam dizer o diminutivo de coelho (konijntje, em Holandês).

E o nome que qualquer criancinha de três anos sabe pronunciar com a maior facilidade do mundo, e que a gente pena pra aprender (e morre de medo de pronunciar errado!), soa mais ou menos assim: “naintchê”. Ufa! Pronto, falei… rsrs!

A Nijntje conquistou o mundo

Eu que achava que a Nijntje era famosa apenas na Holanda e, sem fazer pesquisa, achava que a Hello Kitty podia ser inspiração, imitação ou coincidência. Daí que fiquei absolutamente de queixo caído ao achá-la em terras japonesas!

Ano passado fui visitar meu irmão e a família no Japão. Queria levar algo bem holandês para a minha sobrinha de 5 anos. Já havia levado tamanquinhos de pelúcia na visita anterior. Resolvi levar a Nijntje, crente que iria ser a maior novidade! Quando ela abriu o presente, deu o maior sorrisão e gritou: “A Miffy!!!” E eu: Hã??

Pois é… mãe de dois rapazes, não tive muito treino em comprar presentes para a ala feminina infantil! Daí que não sabia que a danada da coelhinha tinha fama tão internacional assim! Mas ela amou o presente! E não largava um minuto sequer.

Lá fui eu fazer minha lição de casa. E descobri que a Nijntje é, de fato, famosa em muitos países do mundo. Só muda o nome: ela é Miffy no Japão, nos Estados Unidos, em Portugal…  É tão famosa que ganhou até desenho animado na TV americana. E pasme: até na TV portuguesa… Achei o máximo!

E tem até um café em Tóquio só pra ela. Vou ter que voltar… Fiquei arrasada de só ter descoberto isso depois que já tinha voltado pra casa! Mas okay, pelo menos eu trouxe pra casa a minha Nijntje japonesa, que eu encontrei em uma famosa loja de brinquedos, enquanto passeava pelo colorido bairro das bonecas de Harajuku:

A Nijntje (Miffy para os japoneses) na loja de brinquedos mais badalada de Harajuku em Tóquio.

O museu da coelhinha mais famosa da Holanda

Sim, ele existe. E fica em Utrecht, cidade natal de seu criador. Não só a cidade onde Dick Bruna nasceu. Cidade onde ele criou grande parte de sua obra. Cidade onde morreu dormindo, aos 89 anos em fevereiro deste ano. Fiquei muito triste quando soube. Felizmente, ele deixa um legado de mais de 200 livros infantis e uma infinidade de ilustrações. O mundo precisa de seus traços de uma simplicidade genial.

Na verdade, o Nijntje Museum é um grande espaço interativo onde as crianças vão mesmo é para brincar. Há diversas instalações, inspiradas nas diversas temáticas dos livros de Dick Bruna. Todas de aspecto lúdico criado com grandes formas coloridas.

Nijntje Museum em UtrechtO espaço que mais me encantou foi o que simula várias situações de trânsito e a forma correta de agir, seguindo as normas de segurança. Altamente instrutivo e muito divertido. Saí de lá encantada!

Nijntje Museum em Utrecht

Claro que o museu é todo projetado para o público infantil. Eu diria que o público-alvo é até 7 a 8 anos, sendo que os pequenos são os que mais vão curtir. Porém, é um espaço muito interessante para quem quer conhecer a obra do artista de uma maneira mais descontraída.

Aspectos práticos para a visita

Como o museu não é muito grande e a proposta é que as crianças brinquem, é preciso controlar a super lotação. Por isso, os ingressos são vendidos com horário marcado e só é possível entrar dentro do período estipulado. Uma vez lá dentro, não há limite de permanência.

Os ingressos podem ser adquiridos no local (correndo o risco de ter que aguardar pelo menos uma hora para entrar) ou on-line pelo site oficial do museu. Como é um espaço destinado ao público infantil, crianças pagam mais caro que os adultos. Para informações sempre atualizadas sobre preços e horários, convém consultar o site oficial, que não tem versão em Português, mas tem em Inglês.

Extras para uma visita completa

Bem em frente ao Nijntje Museum fica o Centraal Museum. Para fãs adultos de Dick Bruna é uma visita imperdível! O estúdio do artista, que ficava no centro de Utrecht, foi relocado para o último andar do museu.

O espaço foi todo decorado com os móveis originais do artista, colocados na mesma disposição em que ficavam no antigo estúdio. É possível conferir a mesa em que ele desenhava, ainda com algumas de suas criações…

Mesa onde Dick Bruna criava seus desenhosO espaço em que ele descansava, encontrava inspiração para suas produções e onde recebia seus convidados…

Sala de estar de Dick Bruna

E até a bicicleta que usava para circular pela cidade…

A bicicleta de Dick BrunaO museu conta com o maior acervo permanente de obras do artista. São mais de seis mil itens, entre posters, designs, capas para livros, seus livros, prêmios, presentes… uma atmosfera envolvente! Todas as informações atualizadas para visitar o museu, você pode encontrar no site oficial.

Você vai querer levar a Nijntje pra casa…

Não tem como! Depois de visitar os dois museus, você vai querer levar uma coelhinha pra chamar de sua. Eu e minha amiga Bia, companheira de tantas viagens e aventuras, levamos as nossas fofurinhas pra casa, acompanhadas de muitas fotos, bons momentos e risadas. Um dia passado com a Nijntje é inesquecível!

9 thoughts on “Nijntje, a coelhinha mais amada da Holanda!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *