O Mundo a Vapor, localizado na cidade de Canela, é mais do que um parque temático. Ele é a síntese de museu e centro de conhecimento interativo, capaz de entreter pessoas de todas as idades.

As crianças se divertem, mas são os adultos que realmente ficam encantados!

Uma paixão de família transformada em um parque

O parque é resultado do esforço coletivo da família Urbani, centenária na região da Serra Gaúcha.

O avô Giuseppe trouxe a família para o Brasil no final do século XIX.

Seu filho Ernesto e sua nora Otília chegaram a Canela em 1927.

Na ocasião, o filho resolveu abrir uma oficina mecânica para fazer os reparos das grandes máquinas a vapor, que eram usadas nas serrarias da época.

Caracterização da oficina mecânica da família Urbani.

Os anos se passaram e os filhos do casal estavam sempre por perto enquanto o pai trabalhava.

Assim, os irmãos Omar, Benito e Hermes foram desenvolvendo uma paixão por máquinas a vapor.

Em 1950, Omar, o filho mais velho então com 16 anos, construiu a primeira miniatura.

Com o tempo, os irmãos foram se dedicando a construir artesanalmente muitas outras réplicas, que imitavam o funcionamento das originais.

Homenagem dos irmãos: a escultura de Omar, fazendo o que ele mais amava na vida.

Na vida adulta, cada um resolveu investir em sua carreira. Entretanto, na década de 1980, os irmãos resolveram investir na antiga paixão.

Finalmente, no final de 1991, o parque temático foi aberto ao público.

Hoje em dia, passados 26 anos, o parque continua a atrair multidões e a encantar pessoas de todas as gerações.

Aliás, meu marido, engenheiro mecânico, adorou o parque! Saiu tirando fotos e mandando pros amigos, todo empolgado com as miniaturas…

Mundo a Vapor: o que esperar da visita?

O Mundo a Vapor é um daqueles lugares enigmáticos que despertarão sua curiosidade no primeiro olhar.

Afinal, o que uma locomotiva está fazendo pendurada em uma imensa fachada?

A primeira impressão que se tem, ao passar em frente ao local, é de que se trata de um parque de diversões.

De fato, apesar de não oferecer os múltiplos brinquedos característicos de tais parques, o que não vai faltar na visita são momentos divertidos.

Entretanto, a proposta do parque vai muito além de somente propiciar entretenimento.

Uma fachada com História

A fachada do Mundo a Vapor foi inspirada em um acidente que ocorreu em Paris no ano de 1895. Precisamente na estação de Montparnasse.

Uma locomotiva desgovernada, entrou na estação a toda velocidade, passou por todas as barreiras de contenção e só parou ao atravessar uma parede e despencar de uma altura de 12 metros, em plena rua.

Incrivelmente, apesar do potencial de estrago do acidente, houve apenas uma vítima fatal: uma senhora que vendia jornais bem em frente à estação.

Claro que é uma história triste, mas o fato é que a tal locomotiva causa um impacto logo na chegada e prepara os visitantes para o que está por vir.

As atrações do Mundo a Vapor

A maioria das atrações do Mundo a Vapor não está disponível para grandes interações. Na verdade, muitas delas, são miniaturas de estabelecimentos ligados a diferentes setores de produção.

Entretanto, o parque conta com monitores que explicam o funcionamento das instalações aos visitantes, o que promove uma certa interação.

Algumas das fábricas em miniatura estão em pleno funcionamento. É o caso da Siderúrgica, por exemplo.

Assim que os visitantes entram no grande galpão do Mundo a Vapor, podem conferir ao vivo a fabricação de vergalhões, em escala reduzida, dos tipos usados na construção civil.

São tantas as possibilidade de aprendizado! Há uma olaria, uma usina termoelétrica, uma ferraria, uma fábrica de ervas, um moinho de pedra, entre muitas outras atrações.

O Mundo a Vapor também possui a menor fábrica de papel do mundo. Inclusive, você pode conferir em cerca de 6 minutos todo o processo de fabricação do papel. E, no final, ainda levar uma folhinha para casa.

Bem, e como imagens valem mais do que mil palavras, eu convido você a assistir um vídeo que mostra as instalações do Mundo a Vapor e, também, a produção de papel.

Diversão para toda a família

Nem preciso dizer que não é permitido tocar nas miniaturas. Afinal, muitas são delicadíssimas e verdadeiras preciosidades. De modo que, dentro do balcão, não haverá espaço para brincadeiras.

Contudo, para a galera miudinha há opções para brincar à vontade. Na parte externa do Mundo a Vapor, há uma pequena estação ferroviária, de onde se pode pegar o trem para dar uma voltinha no parque.

É uma volta curtinha, mas a criançada se diverte. E é possível ir quantas vezes quiser, basta entrar na fila de novo.

Além disso, há um playground externo onde as crianças podem praticar o arborismo.

Para os adultos, há um pequeno café e, também, um stand da Vinícola Jolimont, com possibilidade de degustação de vinhos e espumantes.

Leve uma lembrança da visita para casa

O Mundo a Vapor conta com uma loja, com uma grande variedade de produtos regionais e artigos ligados ao parque temático.

Há, também, um pequeno estúdio com cenários antigos. Ali, por um custo extra, é possível fazer fotos temáticas de toda a família. Inclusive, com roupas “de época”.

Informações práticas

Como chegar?

O Mundo a Vapor fica na Avenida D. Luiz Guanella, 1247 – RS 235, a rodovia que liga Gramado a  Canela.

Caso você resolva ir de carro, há estacionamento grátis no local.

Você pode ir, também, com transporte público, com o Circular da Citral que faz a Linha Gramado – Canela.

Pode ainda conferir o parque durante o City Tour por Gramado e Canela, oferecido pela Gramado Receptivo.

E, ainda, a bordo do Bustour, o transporte em esquema de hop-on hop-off oferecido pela empresa Brocker Turismo. O Mundo a Vapor faz parte do itinerário do ônibus.

Horário de funcionamento e ingressos

O parque funciona todos os dias, com exceção de quarta-feira, sempre das 9:00 às 17:00.

A fofa bilheteria parece a de uma estação de trem antiga!

Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente, através do site oficial.

Agradecimentos

Durante esta última visita a Gramado e região, estive no parque em duas ocasiões. A primeira, durante o feriado de Páscoa, com meu marido.

Depois, retornei durante o City Tour que fiz com a Gramado Receptivo. Então, o meu muitíssimo obrigada vai para toda a equipe do parque, que nos atendeu com todo o carinho.

Importante ressaltar que, apesar da parceria, todas as opiniões e comentários deste post são impressões genuínas de uma viajante experiente, acostumada a visitar diversas atrações e que sabe avaliar a qualidade dos serviços prestados.

Assim, ciente do meu compromisso como blogueira e da minha experiência como viajante frequente, sinto-me totalmente confortável em recomendar o parque temático Mundo a Vapor como uma das atrações imperdíveis da Serra Gaúcha.

Serra Gaúcha e as múltiplas opções de lazer 

E se você gostou deste post e quer saber mais sobre Gramado e Canela, saiba que há muitas outras atividades para curtir a região. Eu tenho muito mais a contar. E convido você para conferir os outros posts sobre o tema!

 

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Compre seus ingressos em Português e sem complicação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: