Van Gogh: uma experiência sensorial em Roma

Sem Comentários
Eu sou fã de Gogh Van, apesar de não ser uma profunda conhecedora das Artes em geral. Costumo dizer que gosto do belo, mesmo que não saiba como defini-lo ou caracterizá-lo. Quando penso neste artista, tenho um fascínio por sua vida e por sua obra, porque acho que suas pinturas representam seu estado de espírito, suas inquietudes e sua visão muito particular do mundo, da natureza e das pessoas.

Categorias: Itália

Tags:

Um pileque de Jenever, a tradicional bebida holandesa

Sem Comentários

Será que você já tomou um pileque de jenever? Ou de seu similar? Depois de ler este post, nunca mais você vai tomar um drink feito com Gim sem se lembrar da Holanda. E eu vou lhe contar o porquê: Gin, Jenever, Genever, Genièvre, Ginebra, Genebra, Gim… São tantos os nomes que um leigo, como eu, trocaria simplesmente por um: gin ou gim (em Português). Porém as diferenças são muitas! E eu vou lhe contar a história toda!

Leia mais

III Encontro Europeu de Blogueiros Brasileiros

Sem Comentários
No final de semana passado, participei em Berlim do Encontro Europeu de Blogueiros Brasileiros. Foi a terceira edição do evento e minha primeira participação. A ideia do evento, colocada em prática pela primeira vez em Barcelona há dois anos, tinha por objetivo reunir blogueiros de viagem, para que todos pudessem compartilhar suas experiências e ter a oportunidade de não só conviver com os colegas, mas de ter a chance de aprender mais sobre uma atividade tão desafiadora e deliciosa: escrever sobre Turismo e viagens.

Leia mais

A Rota Romântica em apenas 4 dias

Sem Comentários

Quando comecei a fazer o planejamento para conhecer a Rota Romântica em apenas quatro dias, tinha dois objetivos claros. O primeiro, conhecer o máximo de lugares entre Munique e Füssen, última cidade do percurso. O segundo, conhecer o famoso Castelo de Neuschwanstein, obra-prima que inspirou Walt Disney.

Leia mais

Barcelona no verão

Sem Comentários

Barcelona foi o destino escolhido em 2009 para inaugurar a série de verões morando aqui na Europa. A ideia era pegar uma praia e, ao mesmo tempo, curtir um pouco das inúmeras opções culturais da cidade. Foi uma ótima decisão: com dois garotos (idades 14 e 12 anos, na época) tinha que haver um equilíbrio: só cultura e com temperaturas acima dos 30 graus seria confusão e cara feia na certa!

Leia mais